sexta-feira, 26 de março de 2010

LANÇAMENTOS DA BERNUNCIA

O MISTÉRIO DE CYGNUS


O Mistério de Cygnus

de Andrew Collins




Páginas: 563 págs.


O Mistério de Cygnus é uma aventura intelectual que investiga o xamanismo e a influência da constelação de Cygnus na mente dos nossos ancestrais do Neolítico. Andrew Collins procura respostas para desvendar as antigas crenças dos nossos antepassados mais remotos. Valendo-se de fontes como a arqueoastronomia, a astrofísica e uma compreensão dinâmica da sabedoria espiritual, O Mistério de Cygnus revela que nossos ancestrais sabiam que a vida se originou nas estrelas, mostra que Cygnus está na raiz de todas as religiões do mundo e oferece evidências de que partículas de Cygnus X-3 teriam atingido a Terra e acelerado a evolução humana durante a última Era Glacial.

Andrew Collins é autor de livros sobre história, arqueologia e ciência. Há mais de trinta anos, ele estuda a relação entre antigas crenças religiosas e o universo, examinando as origens da civilização humana, o desenvolvimento da tecnologia e as inspirações por trás da magia e da religião. Suas descobertas levaram-no a escrever vários livros provocadores, que põem em xeque nossa maneira de pensar sobre o passado.





UM LANÇAMENTO






***

O Egito Invisível e o Poder dos Símbolos de Fernando Schwarz


O Egito Invisível e o Poder dos Símbolos
de Fernando Schwarz


Páginas: 224 págs.



Esta obra reveladora discorre sobre um Egito mais profundo, invisível aos olhos, que se descobre com o coração. Para isso percorre a simbologia dos ritos secretos, as imagens espirituais mais
transcendentes, a surpreendente Geografia Sagrada e os mistérios da mumificação, do embalsamamento e da ressurreição, juntamente com os amuletos e símbolos mais importantes dessa civilização. Um verdadeiro manual, cujas fotos em cores tornam tangíveis as explicações magistrais de um egiptólogo de renome internacional.

Fernando Sc
hwarz é antropólogo e consultor especializado em Egiptologia, ex-catedrático da Escola de Antropologia de Paris, cidade onde reside. Durante mais de trinta anos, dedicou-se a investigar estruturas simbólicas das sociedades antigas tradicionais e modernas.


Realizou, junto a
Darío Bermúdez, o trabalho documental "Egito revelado" e é coautor da série "Arquitetura e geografia sagrada", da TV francesa, exibida em mais de vinte países.



UN LANÇAMENTO








***

Seminário apresenta e discute proposta de implantação do Centro Cultural Banco do Nordeste-Teresina


Para apresentar e discutir a proposta de implantação do Centro Cultural Banco do Nordeste-Teresina, o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) realiza o I Seminário Cultura e Desenvolvimento na próxima segunda-feira, 29, no período de 08h30 às 17 horas. O Seminário acontecerá no auditório do SEBRAE (av. Campos Sales, 1046 - Centro - fone: (86) 3216.1300), em Teresina.

Segundo o gerente do Ambiente de Gestão da Cultura do BNB, Tibico Brasil, o objetivo do Seminário é iniciar um processo de participação democrática da comunidade formadora de opinião no setor cultural piauiense, que venha a contribuir na concepção e implantação do CCBNB-Teresina.

Durante o Seminário, serão apresentadas informações sobre a atuação dos três Centros Culturais Banco do Nordeste já existentes (Fortaleza, capital do Ceará; Cariri, em Juazeiro do Norte, na região sul do Ceará; e Sousa, no alto sertão paraibano), além de uma proposta de atuação do CCBNB-Teresina.

"Queremos promover uma aproximação entre o BNB e a comunidade cultural do Piauí, e principalmente coletar e acolher sugestões, contribuições, avaliações e demandas do público participante do Seminário, referentes à implantação do CCBNB-Teresina", revela Tibico Brasil.

O público-alvo do Seminário são artistas, produtores, gestores culturais, professores, representantes de prefeituras, associações de classe, sindicatos, instituições culturais, organizações não-governamentais e outros parceiros institucionais nos níveis municipal, estadual e federal. Os organizadores estimam um público de 150 a 200 pessoas participantes no evento. Com programação totalmente gratuita, estima-se que o Centro Cultural Banco do Nordeste-Teresina comece a funcionar em meados de 2011.

Conheça a seguir a programação do I Seminário Cultura e Desenvolvimento:

08:30 - Abertura pelo Banco do Nordeste

09:00 - Momento de Integração

09:30 - Apresentação do secretário de Fomento e Incentivo à Cultura, do Ministério da Cultura - SEFIC/MinC - Henilton Menezes

10:30 - Intervalo

11:00 - Apresentação da atuação do CCBNB-Fortaleza (com a gerente deste equipamento, Carmen Paula Menezes)

12:00 - Almoço

13:00 - Apresentação da Proposta de Atuação do CCBNB-Teresina (com o gerente do Ambiente de Gestão da Cultura do BNB, Tibico Brasil)

14:00 - Trabalhos em Grupos

15:30 - Apresentação dos Grupos em Plenária

17:00 - Encerramento

O Globo cria cargo de editora de mídias sociais

O jornal O Globo criou um novo cargo para aumentar sua presença na web 2.0, o de editora de mídias sociais. A função ficará sob responsabilidade da jornalista Nívia Carvalho, ex-coordenadora de Treinamento e Desenvolvimento da Infoglobo. O objetivo da empresa é aumentar o relacionamento da Redação com as mídias sociais e a interação dos leitores com o jornal.

“Muito do trabalho nesse momento é incentivar o melhor uso de redes sociais entre os jornalistas, encontrando caminhos que tornem as ferramentas naturais em nosso dia a dia. Com isso, amplia-se a cultura da publicação descentralizada, levando a mais leitores o que temos de melhor, a informação; e abrindo mais um canal de interação com nosso público”, explica Nívia.

A jornalista diz estar “duplamente feliz”. “(...) pela iniciativa da empresa, pioneira na incorporação da interatividade na produção jornalística e que agora dá mais um passo nessa direção ao investir em mídias sociais; e por mim, que tenho a oportunidade de participar, de alguma forma, do processo de transformação da produção e da distribuição de conteúdo a que estamos assistindo nos últimos tempos”.

Para ela, O Globo já evoluiu muito na interação com os leitores, com uma média de 10 mil participações por dia e 150 contribuições diárias dos leitores, na área de jornalismo participativo, além das contas no Twitter, com destaque para a de Patrícia Kogut, que já tem quase 58 mil seguidores e a do Blog do Noblat, com mais de 30 mil. Mesmo assim, Nívia ressalta que ainda há mais a alcançar. “Mas claro que sempre temos o que melhorar, conhecendo cada vez melhor a audiência (a que temos e o que esperamos atingir) e marcando nossa presença em várias redes sociais, sem esquecer que cada uma tem seu próprio DNA”, afirma.

Mobilização nas redes sociais é o tema do Estação Pátio Savassi

Mobilização nas redes sociais é o tema do Estação Pátio Savassi deste sábado (27/3)




Quem não se lembra das manifestações que ocorreram por todo país, em 1983, pelas “Diretas-Já”, ou dos “Caras Pintadas”, em 1992, que lutavam pelo impeachment do então presidente, Fernando Collor de Mello. Mobilizações sociais, estas, da história recente do país, são exemplo de cidadania e defesa dos direitos de uma nação.

Hoje, com as novas tecnologias de comunicação, grande parte de mobilização social vem ocorrendo via internet; através das redes sociais. Segundo um estudo elaborado pela Universal McCann, o Brasil era, até 2009, o quarto país com maior utilização das redes sociais. No ano passado, 69% dos internautas brasileiros pesquisados disseram ter perfis em redes sociais. Enquanto você lê esse texto, inúmeras pessoas se cadastram em alguma rede social na internet.

Segundo dados divulgados pela empresa responsável pelo Twitter, o microblog tem, diariamente, 50 milhões de mensagens (Tweets). Dois grandes eventos políticos que demonstram o poder dessa rede social para a mobilização mundial são a crise no Irã após as eleições de 2009 e a crise que abalou o Senado Federal, no final do ano passado, com o caso de nepotismo envolvendo o Presidente da casa, José Sarney.

No caso do Irã, a divulgação dos resultados da eleição de 2009 deflagrou protestos que, aos internautas iranianos enviar para o mundo, via durante algum tempo, contaram com a cobertura da imprensa internacional. Quando os jornalistas internacionais começaram a ser censurados e mesmo expulsos do país, coube Twitter, o relato dos fatos que ocorriam, diariamente, em seu país. Já no caso do Senado brasileiro, o movimento "Fora Sarney" esteve entre os mais comentados assuntos do microblog, ao mesmo tempo em que manifestações nas ruas atraíam pouca gente.

Para debater sobre a mobilização social via internet, o projeto Estação Pátio Savassi, convidou o sociólogo, Daniel Perini e o especialista em Gestão de Projetos Culturais, Artur De Leos, para ministrarem a palestra “Como pensar a mobilização política nas redes sociais?”.

O evento será neste sábado, 27 de março, a partir das 11h, no anfiteatro (L2) do Pátio Savassi (Av. do Contorno, 6061 Savassi). O objetivo é entender até que ponto as mídias sociais são capazes de interferir na esfera pública e de influenciar na agenda política.

Para o sociólogo, Daniel Perini, o Twitter tem despontado como uma importante ferramenta para mobilizar as pessoas. “Mobilização é uma ação coletiva e a internet diminuiu esse custo de participação. Essas ferramentas permitem que o internauta converse com muitas pessoas ao mesmo tempo, sem sair casa. A internet abriu um espaço novo que é muito democrático”, afirma Daniel.


Artur De Leos acredita que a agilidade e instantaneidade, na qual a informação é propagada por essas ferramentas de comunicação, são as principais vantagens da mobilização online. "A rede tem força para mobilizar jovens, ao mesmo tempo em que coloca os políticos sob análise, tudo em tempo real e as pessoas respondem imediatamente. Além do mais, a internet é descentralizada, há muitos agentes. Então o boicote (ao movimento) vai ser feito por quem?”, questiona Artur.

Para eles, a tendência de um movimento que tem relevância e nasce na internet é sempre crescer. A proposta do encontro promovido pela Estação do Saber e pelo Shopping Pátio Savassi é relatar e refletir sobre as experiências políticas vividas pelos palestrantes, apresentar ferramentas virtuais contemporâneas e questionar colaborativamente o alcance dessas possibilidades na vida cidadã.

Sobre os palestrantes
Daniel Perini é bacharel em Ciências Sociais pela UFMG e pós-graduando em Avaliação de Projetos Sociais pela mesma instituição. É fundador da ONG Contato – Centro de Referência da Juventude onde, entre 2001 e 2008, elaborou e executou projetos de geração de renda, cultura e inclusão digital voltados para a juventude. Foi membro titular do Conselho Nacional de Juventude (2005-2008) e presidente do Conselho Municipal da Juventude de Belo Horizonte. Atualmente é orientador assistente do Programa “Peas Juventude” (Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais) e faz parte do núcleo de ativação de rede do programa “Vivo Lab”.

Artur de Leos é bacharel em Fotografia pela Faculdade de Comunicação e Artes do SENAC SP especialista em gestão de projetos culturais pela USP. Atualmente é Coordenador da área de Imagem do Projeto REPIA (Residência de Pesquisa Interdisciplinar Avançada). Participa ativamente como animador de redes colaborativas de produção de conteúdo para a internet televisão, colaborando dentro da rede dos Pontos de Cultura do MINC e do Núcleo de Ativação da Rede “Vivo Lab” e desde 2007 atua como conselheiro da ONG Fábrica do Futuro.

Estação Pátio Savassi
O projeto é uma realização da Estação do Saber e do Shopping Pátio Savassi, com curadoria de Júlia Ramalho Pinto. Em seu quinto ano de existência, conta com patrocínio da CEMIG, Governo do Estado de Minas Gerais, Governo Federal, Ministério da Cultura e Lei Rouanet. As palestras são sempre aos sábados e gratuitas, onde se discutem temas contemporâneos com a participação de intelectuais, escritores e profissionais renomados, numa agradável conversa nas manhãs de sábado.

As palestras poderão ser acompanhadas através do Twitter (Julia Ramalho Pinto www.twitter.com/arpjulia) com postagem de frases e comentários ao vivo das apresentações. Ainda em fase de teste, o evento está sendo transmitido via Ustream na página da Estação do Saber www.estacaodosaber.art.br.

Agenda: “ESTAÇÃO PÁTIO SAVASSI”
Datas: 27 de março (sábado) // Horário: 11h
Local: anfiteatro (L2) do Pátio Savassi (Av. do Contorno, 6061 Savassi) // Entrada Franca
Informações: Pátio Savassi: (31) 4003-4172 www.estacaodosaber.art.br

Thiago Pereira estreia nesta sexta-feira no Sul-Americano de Natação

No primeiro dia de disputas, nadador brasileiro compete nos 200m costas. Ele ainda participará dos 200m peito e dos 200m e 400m medley

Leia mais em

quinta-feira, 25 de março de 2010

Leila Pinheiro em homenagem póstuma a Renato Russo


“Meu Segredo Mais Sincero” comemora os 30 anos de carreira da cantora





“Meu segredo mais sincero” é o novo projeto de Leila Pinheiro, que sobe ao palco do Teatro da CAIXA, de 02 a 04 de abril, para comemorar os 30 anos de carreira com uma homenagem ao amigo Renato Russo.



No show, que acontecerá também em Brasília e Rio de Janeiro, Leila interpretará grandes sucessos de Renato Russo e da Legião Urbana, como “Pais e Filhos”, “Há Tempos”, “Andrea Doria”, “Via Láctea” e “Ainda é Cedo”, apresentando suas múltiplas possibilidades interpretativas ao mergulhar na vida e na obra do “poeta do rock”, um dos nomes mais importantes da geração BRock, lançado da década de 80 para definitivamente integrar a história do rock brasileiro, e que neste ano completaria cinqüenta anos.



A artista sempre teve um carinho especial pela obra de Renato Russo. Entre as composições mais conhecidas do cantor, Leila já gravou “Monte Castelo”, “Tempo perdido” e “Vento no Litoral”. Em um de seus trabalhos mais recentes lançou a balada “Hoje” feita em parceria com o amigo em 1993.



A cantora



Uma das cantoras favoritas de Renato Russo, Leila Pinheiro é uma das maiores intérpretes brasileiras. Como outros grandes nomes, a paraense começou no piano jovem, aos 10 anos. Estreia aos 20 a carreira como cantora no Pará, com o show "Sinal de Partida", mudando-se no ano seguinte para o Rio de Janeiro, onde grava seu primeiro disco, o independente "Leila Pinheiro" (1983).



Em 1985 ganhou o prêmio revelação no Festival dos Festivais, da TV Globo, em que defendeu a composição "Verde", de Eduardo Gudin e José Carlos Costa Netto. Dois anos depois assinou contrato com a Polygram e gravou o disco "Olho Nu", que a leva ao Japão, onde ganhou o prêmio de melhor intérprete no Festival Mundial Yamaha. Colecionando prêmios, gravou mais dois discos, sendo "Bênção, Bossa Nova" um deles, um álbum em comemoração aos 30 anos da bossa nova, produzido por Roberto Menescal.



A partir daí, Leila passou a ser conhecida como intérprete de bossa nova, rótulo que foi reforçado com "Isso É Bossa Nova", de 1994. Dois anos depois gravou “Catavento e Girassol”, um disco completamente diferente, com composições da dupla Guinga e Aldir Blanc. No final dos anos 90 fez shows com Ivan Lins nos Estados Unidos e participou do tributo a Tom Jobim realizado no Carnegie Hall, de Nova York. Lançou também “Na Ponta da Língua”, um disco só de compositores contemporâneos que a levou em turnês pelo Brasil em 1999 e 2000. Ainda em 2000 entrou em estúdio e gravou "Reencontro", CD com repertório de Gonzaguinha e Ivan Lins. Participou de projetos especiais, como o "Tributo a Tom Jobim" e a "Sinfonia do Rio de Janeiro", de Francis Hime.



Ficha Técnica



Leila Pinheiro: Cantora e pianista

Cláudio Faria: teclado

Maurício Oliveira: contrabaixo

Allen Pontes: bateria

Webster Santos: guitarra, violão



Serviço Show: "Meu segredo mais sincero" - Leila Pinheiro canta Renato Russo Local: Teatro da CAIXA Endereço: Rua Conselheiro Laurindo, 280, Centro – Curitiba Data: de 02 a 04 de abril Horário: Sexta e sábado 21h e domingo 19h Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia) Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sexta, das 12 às 19h, sábado e domingo, das 16 às 19h) Classificação etária: Livre para todos os públicos Lotação máxima do teatro: 125 lugares (02 para cadeirantes) www.caixa.gov.br/caixacultural

LEO GANDELMAN SE APRESENTA NO TEATRO DA CAIXA


Um dos maiores saxofonistas do Brasil em show inédito em Curitiba




A CAIXA Cultural Curitiba apresenta na próxima terça (30) o saxofonista carioca Leo Gandelman. Em show inédito na capital paranaense, Leo Gandelman apresenta técnica e talento com as músicas que marcaram os 21 anos de sua carreira solo.



A apresentação traz músicas de seu mais recente trabalho, “Sabe Você”, e as que habitam suas lembranças. O samba-canção é o ritmo que marca o show, mostrando o melhor da música popular brasileira com clássicos de Chico Buarque, Baden Powell, Vinicius de Moraes, Tom Jobim e Dolores Duran, criando no palco um riquíssimo panorama da MPB.



A formação clássica do músico não o impede de experimentar os diversos ritmos. “Eu me considero eclético. Estamos em uma época em que o músico pode trafegar pelas diversas linguagens”, explica o saxofonista. “Apesar de minha formação musical clássica eu cresci no Rio de Janeiro, perto do samba, e sempre me arrisquei”, complementa.



Leo Gandelman

A música sempre esteve presente na vida de Leo Gandelman, que acumula funções de saxofonista, produtor, compositor e arranjador. Nascido em 1956 é filho de uma pianista clássica e de um maestro, aos 15 anos já era solista da Orquestra Sinfônica Brasileira.



Participou, desde 1977, de mais de 800 gravações. A carreira solo iniciou dez anos depois, inspirada especialmente na música brasileira e no jazz. A versatilidade e a criatividade são marcas registradas que fizeram com que fosse eleito “o Melhor Instrumentista Brasileiro” durante 15 anos consecutivos, pelo concurso “Diretas na Música” do Jornal do Brasil. Leo já gravou dez discos ao longo da carreira, com mais de 500 mil de cópias vendidas.



Com seis temporadas de casa cheia no Blue Note de Nova Iorque, o saxofonista tem carreira notável nos Estados Unidos. Participou como solista de concertos da Orquestra Sinfônica Brasileira no Lincoln Center e no Central Park. Foi solista também da Orquestra Sinfônica da Bahia, de Ribeirão Preto, entre outras, interpretando a Fantasia de Villa Lobos para Sax Soprano e Orquestra e o Concertino para Sax Alto, de Radames Gnatalli. O mesmo repertório o levou à sala São Paulo, onde se apresentou com a OSESP, sob a regência do maestro John Nashling. Foi solista convidado da Orquestra Sinfônica de Brasília no concerto da Independência e gravou com a Orquestra Sinfônica da Petrobrás, sob a regência do maestro Isaac Karabtchevsky, do Concertino de Radamés Ganattali.



Com o CD "Radamés e o Sax", Gandelman ganhou o premio TIM 2007 como “Melhor Disco Instrumental“ e “Melhor produtor“. Ganhou o prêmio de “Melhor Trilha Sonora” por “Estrela Solitária”, no Festival de Cinema de Recife e Belém e pela APCA ganhou como “Melhor Instrumentista” em 1990 e “Melhor Produtor” em 1991.



Além dos álbuns, Leo Gandelman produziu diversas trilhas para TV e cinema. Temas de novelas e minisséries, de filmes e documentários como “Moacyr” de Walter Carvalho e “Estrela Solitária” sobre a vida de Garrincha também fazem parte de sua história. Apresentou os programas “Momento Jazz” e “Free Jazz in Concert”, do Multishow e Rede Manchete, respectivamente, e produziu álbuns de cantores como Marina Lima, Nico Rezende e Gal Costa.


Ficha Técnica



Tecladista: David Feldman

Baixo: André Vasconcellos

Bateria: Allen Pontes



Serviço



Música: Leo Gandelman

Local: Teatro da CAIXA

Endereço: Rua Conselheiro Laurindo, 280, Centro – Curitiba

Data: 30 de março

Ingressos: R$10 e R$5 (meia)

Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sexta, das 12 às 21h, sábado e domingo, das 16 às 19h)

Classificação etária: Livre para todos os públicos

Lotação máxima do teatro: 125 lugares (02 para cadeirantes)

www.caixa.gov.br/caixacultural

Solar dos Guimarães abre inscrições para cursos de mídia digital


O Ponto de Cultura Solar dos Guimarães – Centro de Estudos Multimeios oferece formação para Fotografia, Mundo Blog, DJ e Mídias Digitais, em cursos gratuitos que acontecem a partir de 19 de abril.



Oportunidades de novas atuações no mercado de trabalho formal estão embutidas nos cursos gratuitos que o Ponto de Cultura Solar dos Guimarães – Centro de Estudos Multimeios, unidade da Fundação Cultural de Curitiba, oferece para jovens com idade entre 15 e 25 anos. As inscrições para os cursos de Fotografia, Mundo Blog, DJ e Mídias Digitais podem ser feitas de 29 de março a 8 de abril, no próprio Solar dos Guimarães, das 13h30 às 18h, e nos núcleos da Fundação Cultural de Curitiba, localizados nas Ruas da Cidadania, das 8h às 18h. Informações pelo telefone (41) 3323-6653.

Realizados em parceria com o Ministério da Cultura – MinC, dentro do programa Cultura Viva, os cursos têm como requisito específico o atendimento à população de baixa renda. Dessa forma, a inscrição é feita mediante o preenchimento de uma ficha com dados pessoais, e a seleção acontece com base na renda familiar. “Esta é uma grande oportunidade para os jovens que se interessam pelo mundo digital e não têm condições para realizar um curso particular, já que os ofertados no mercado geralmente são muito caros”, destaca Lois Pache, responsável pelo Ponto de Cultura.

Os participantes recebem formação profissionalizante, além de serem estimulados a compartilhar conhecimentos com suas comunidades. Neste semestre, as aulas terão início no dia 19 de abril, nos períodos da manhã, tarde e noite e aos sábados, sendo ministradas no Solar dos Guimarães. Serão formadas três turmas de DJ e Mídias Digitais – Nível I, uma turma de Mundo Blog e DJ – Nível II, mais duas de Fotografia, com um total de 70 vagas.



Proposta – O Solar dos Guimarães, unidade de interesse de preservação localizada no centro histórico da cidade, foi reaberto em agosto do ano passado, depois de passar por ampla reforma. O trabalho foi fruto de uma parceria da Prefeitura de Curitiba com o Ministério da Cultura – MinC, que tornou o local mais um “Ponto de Cultura”, seguindo o modelo instituído pelo MinC.

Com a proposta de transformar-se em um centro de formação em música eletrônica e mídias digitais, voltado a oferecer ao público jovem novas oportunidades profissionais, o Solar dos Guimarães já capacitou 80 alunos. Nos cursos, os participantes aprendem, por exemplo, como criar um blog, um podcast e um videoblog, como fazer mixagem, masterização, captação e edição de imagens, além de conhecerem técnicas de webdesign, entre outras habilidades na internet, com a utilização de softwares livres.



Serviço:

Inscrições gratuitas para cursos de Fotografia, Mundo Blog, DJ e Mídias

Data: de 29 de março a 8 de abril de 2010

Locais e horários: Ponto de Cultura Solar dos Guimarães – Centro de Estudos Multimeios (Rua Treze de Maio, 571 – Centro), das 13h30 às 18h; e nos núcleos da Fundação Cultural de Curitiba, localizados nas Ruas da Cidadania, das 8h às 18h

Informações pelo telefone (41) 3323-6653

As aulas terão início no dia 19 de abril e serão ministradas no Ponto de Cultura Solar dos Guimarães – Centro de Estudos Multimeios (Rua Treze de Maio, 571 – Centro)

Errata - concertos na Capela Santa Maria

Concertos comemorativos do aniversário de Curitiba

Local: Capela Santa Maria Espaço Cultural – R. Conselheiro Laurindo, 273 - Centro



Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba, sob regência de Ricardo Bologna

Datas e horários:

26 de março (sexta-feira), às 19h - entrada franca.

27 de março de 2010 (sábado), às 18h30 - R$ 10 ou R$ 5 (mais um quilo de alimento não perecível)



Lançamento do livro de partituras “A obra coral de Henrique de Curitiba Morozowicz”, com apresentações dos grupos Collegium Cantorum, sob regência de Helma Haller, e Madrigal Vocale, sob a regência de Norton Morozowicz.

Data e horário: 26 de março de 2010 (sexta-feira), às 21h - entrada franca.

Formação para Pais

Os resultados que a criança alcança, em termos de desenvolvimento, são grandemente dependentes dos padrões de interacção familiar, nomeadamente da qualidade das relações Pais - Criança.

Os Pais são tradicionalmente os primeiros prestadores de cuidados, os organizadores, os modelos de comportamento, os disciplinadores e os agentes de socilização, num papel de educadores dos seus filhos.

Por vezes é dificil lidar com situações que constituem um desafio à capacidade de ser Pai e Mãe, valendo a pena procurar ajuda para as ultrapassar e tornar o dia-a-dia mais agardável para todos.

A LPFormação vai organizar em Lisboa alguns workshop's para Pais:

Primeiros Socorros na Infância - 10.04 - 10 às 13 horas
Regras, Limites, Castigos e Recompensas - 10.04 - 14 às 17 horas
Vai chegar (chegou) o meu irmão - 24.04 - 10 às 13 horas
Como Lidar com as Birras - 24.04 - 14 às 17 horas
Crianças Irrequietas ou Hiperactivas? - 08.05 - 10 às 13 horas
Despiste da Dislexia - 08.05 - 14 às 17 horas
Desenvolvimento Socio - Afectivo - 22.05 - 10 às 13 horas
Falar de Sexualidade - 22.05 - 14 às 17 horas
A Importância do Brincar no Desenv. Infantil - 29.05 - 10 às 13 horas

As acções têm a duração de 3 horas e também podem ser realizadas nas instalações das instituições interessadas em data e horário a acordar. O custo de inscrição é de 15,00 euros por participante. As acções realizam-se com o mínimo de 10 e um máximo de 25 participantes.

Mais informações em:

www.lpformacao.com - info@lpformacao.com - 219577078 - 963010245 - 913849167

IV Festival BNB das Artes Cênicas realiza 20 espetáculos em três cidades no Dia Mundial do Teatro

27 de março, Dia Mundial do Teatro.

Nessa data (próximo sábado), o IV Festival BNB das Artes Cênicas realizará uma série de 20 espetáculos gratuitos em três cidades (dez espetáculos em Fortaleza; seis em Juazeiro do Norte, no Cariri, região sul do Ceará; e quatro em Sousa, no alto sertão paraibano), durante 13 horas seguidas (de 9 horas às 22 horas).

Em Fortaleza, a programação começa às 9h, na Praça do Ferreira, com a apresentação do espetáculo de teatro de rua "As prosopopeias de Cassimiro Coco", com a Cia. Camarim de Teatro, de Maranguape (CE). Extraído a partir de contos da tradição oral, a peça apresenta de forma lúdica e divertida as gaiatices e molecagens de Cassimiro Coco, um nordestino esperto que de porta em porta consegue engabelar cangaceira valente, delegado incompetente e moças no caritó, aprontando muito mais que João Grilo, Mateus e Pedro Malasarte. Direção e cenografia: Davidson Caldas.

Em seguida, às 10h30, no andar térreo do Centro Cultural Banco do Nordeste-Fortaleza (rua Floriano Peixoto, 941 - Centro - fone: (85) 3464.3108), o Festival prossegue com a apresentação de "Cavalos 1200", dentro da Mostra de Dança, com o trio Andréia Pires, Daniel Pizamiglio e Leonardo Mouramateus. Trata-se de uma ficção para aqueles que não conseguem ficar parados em um quarto, que adoram beijar com os lábios e são extremamente tristes e incrivelmente felizes. 1.200 pessoas em cena, 24 bailarinos por segundo, duas baixas, animais sacrificados por terem quebrado os membros.

Ao meio-dia, no cineteatro do CCBNB-Fortaleza (2º andar), serão encenados três contos do escritor gaúcho Caio Fernando Abreu, pelo ator Silvero Pereira: "O ovo", "Além do ponto" e "Os sapatinhos vermelhos". Intitulado "O ovo, o ponto e os sapatinhos", esse trabalho faz parte de seu processo criativo para a construção de seu novo Solo que tem como dramaturgia a transcrição literária deste autor contemporâneo brasileiro.

A partir das 13h30, será apresentada uma sequência de quatro esquetes (encenações rápidas): "O arquivo", de Victor Giudice, com Fernando Piancó; "A ficção", com a Cia. Teatro com Vida e direção de Ronaldo Costa; "Os sobreviventes", com o Grupo 3x4 de Teatro e direção de Silvero Pereira; e "Que é isso, Maria?", com o Grupo Ikebana IFCE e direção de Danilo Pinho.

Em "O arquivo", o texto de Victor Giudice não quer simplesmente remeter a objetos distantes, mas inscrevê-los, vivos no sentido do leitor/espectador. As palavras aqui têm a generosidade e o desespero de se darem a ver, a sentir. A degradação humana, exploração do homem pelo homem, a perplexidade do ser humano, carregada de ironia e humor sarcástico. Tudo aqui e agora, em perfeita sintonia com a visualidade do nosso tempo.

"A ficção", por sua vez, trata, de forma bem humorada, da relação autor/personagem, numa linguagem inteligente onde o trágico dá lugar ao cômico, a realidade se confronta com a ficção, levando o público a uma ligeira dúvida daquilo que está sendo exposto, de forma a confundir-se quando os atores estão sendo os autores ou quando estão sendo personagens. Assim desenvolvem-se os mais divertidos diálogos propostos à platéia, causando sensações diferentes e divertidas nas situações vividas pelos personagens.

"Os Sobreviventes" é um reflexo das perturbações e angústias da juventude revolucionária, inconformada e transgressora da década de 1970. Caio Fernando Abreu mostra indivíduos solitários, sobreviventes de suas sensações, inseguranças, fobias, instabilidades, bem como de suas frustrações ideológicas. Um monólogo com uma linguagem descontraída e informal que revelará a desolação, a desesperança e o desgaste de uma mulher, causados pela falência do seu ideal e pela partida inesperada de um homem.

No esquete "Que é isso, Maria?", Maria é uma dona de casa carente e solitária com uma personalidade dividida por uma intensa conformação e revolta. Porém, sua solidão parece ter fim quando ela percebe a chegada de uma nova vizinha. Ela percebe que não aguenta mais a vida que tem.

Em seguida, dentro da Mostra Nordeste do Festival, Ricardo Guilherme encenará o espetáculo solo "Bravíssimo", às 17 horas, também no cineteatro do CCBNB-Fortaleza (2º andar). O texto deste monólogo compila e reelabora crônicas de Nelson Rodrigues - publicadas entre 1950 e 1970 - nas quais o escritor analisa arquétipos de identidade do povo brasileiro.

A concepção cênica configura o discurso em duas personagens emblemáticas que encarnam maneiras diametralmente opostas de encarar o Brasil: a grã-fina das narinas de cadáver e a vizinha gorda e cheia de varizes. A primeira representa aqueles que menosprezam o Brasil e a segunda, os que acreditam na transfiguração do País.

Às 18h30, também dentro do Mostra Nordeste, a Cia. de Teatro Lua apresentará "As bondosas". No enredo da peça, Astúcia, Angústia e Prudência são três carpideiras (mulheres que acompanham funerais, pranteando os mortos) que estão saturadas do ofício. Encarregadas de velar o corpo da filha mais jovem de uma família aristocrática, surpreendem-se com o comportamento pouco ortodoxo dos membros da família, a começar pela própria falecida, morta em estranhas circunstâncias.

Encerrando as atividades comemorativas do Dia Mundial do Teatro em Fortaleza, a Mostra Infantil do Festival traz o espetáculo "Lendário mundo de Zico", com o Grupo Garajal, de Maracanaú (CE), no Centro Cultural Patativa do Assaré (av. B, 701 - Conjunto Ceará - fone: (85) 3259.5757).

Nessa peça infantil, Zico, uma criança de 11 anos, sai com sua baladeira para caçar passarinhos e é surpreendido pela chegada de Caipora, que pede para ele não mais caçar passarinhos e nem destruir as florestas. Zico se recusa e continua caçando. Caipora resolve tirar a baladeira dele e o enfeitiçar, prendendo-o na floresta, mas Zico diz que só vai voltar para casa quando aprender a lição. Na sua andança para encontrar o caminho de casa, ele se depara com mais Lendas do Folclore Brasileiro. Nessa divertida aventura, Zico percebe que, assim como as lendas, ele também pode se tornar protetor da Floresta e dos Animais.



Em Juazeiro do Norte, no Cariri

No Centro Cultural Banco do Nordeste-Cariri (rua São Pedro, 337 - Centro - fone: (88) 3512.2855), em Juazeiro do Norte, a programação começa às 15 horas deste sábado, 27, com a Mostra Infantil, trazendo o espetáculo "Faz de Conta", com o Grupo Graxa de Teatro, de João Pessoa (PB).

"Faz de Conta" narra um trecho na vida de dois atores: Bô (Ingrid Castro) e Neco (Joht Cavalcante), que seguem de praça em praça, de teatro em teatro, de escola em escola, brincando com os mais famosos contos clássicos infantis, transformando-os e desconstruindo-os a mercê de suas vontades. Viajando por fábulas como A Cigarra e a Formiga, Branca de Neve, João e Maria, Alice no País das Maravilhas e Chapeuzinho Vermelho, a peça trata com humor e carisma de questões como amizade e a possibilidade ilimitada que o futuro pode trazer.

Em seguida, às 16 horas, ainda dentro da Mostra Infantil, será apresentado o "Clown Magic Show", com Getúlio Dionísio (o Tio "G"). Trata-se de show de ilusionismo e humor onde o Clown Magic encanta a platéia com sua ingenuidade, técnica e muita graça, misturando trapalhadas e mágicas clássicas com criações próprias. Os recursos utilizados no espetáculo são: o "velho e bom" jogo de palhaço, aliado a habilidades manuais com modelagem de bexigas e mágicas clássicas (água, fogo, pombo, entre outras). O Palhaço Poupancinha mergulha no universo cômico em busca uma criação genuína, para interagir com a platéia num clima de alegria, diversão e arte.

Às 16h30, será realizada a oficina infantil "Artelhaços", com as professoras Gildenária Soares e Aparecida Moura, de Sousa (PB). Às 17 horas, dentro da Mostra Teatro de Rua, o Circo-Escola Alegria, da Sociedade Cariri das Artes, do Crato (CE), apresenta o espetáculo "Circo do Sopé", na Praça Padre Cícero, no centro de Juazeiro do Norte. O Circo do Sopé é a expressão do mundo alegre e multicolorido do circo, representado num precioso espetáculo de variedades, onde se destacam elementos simbólicos tradicionais como as artimanhas de palhaços equilibristas, os números aéreos em lira e tecido, além da destreza performática com malabares de fogo.

Às 18 horas, ainda na Praça Padre Cícero, o Grupo Imburana de Danças Populares, de João Pessoa (PB), apresenta o espetáculo cênico-musical "Cocos e cirandas do Nordeste brasileiro". O grupo Imburana, através da vivência direta dos integrantes com variados tipos de cocos de roda e cirandas do Nordeste, principalmente nos estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba e Alagoas, propõe essa aula-espetáculo, onde o público interage diretamente com as danças apresentadas.

Encerrando a programação alusiva ao Dia Mundial do Teatro em Juazeiro do Norte, o trio de atores cariocas formado por César Tavares, Marcos Camelo e Fernanda Monteiro apresenta a comédia "Os fabulosos", às 19h30, no cineteatro do CCBNB-Cariri. No enredo, dois charlatões e sua partner levam a vida de praça em praça dividindo com o povo suas fabulosas descobertas. Costurando isso, palhaçaria da boa, com refinada pesquisa e treinamento prático em dramaturgia de palhaços. Dessa mistura sai a garrafada fabulosa, que pode não curar muitas doenças, mas promete aliviar a alma com momentos de bom humor, risadas e diversão.



Em Sousa, no alto sertão paraibano

No Centro Cultural Banco do Nordeste-Sousa (rua Cel. José Gomes de Sá, 07 - Centro - fone: (85) 3522.2980), a programação tem início às 14h30 deste sábado, 27, com a oficina "Brincando com o teatro", ministrada por Edileuza Santos e Luiz Cacau. O objetivo da oficina é preparar crianças e adolescentes para a formação artística ou crítica, como platéia consciente da apreciação da arte teatral, promovendo de forma prática a formação do indivíduo. Inscrições desde o último dia 10 na recepção do CCBNB-Sousa. N° de vagas: 30. Classificação Indicativa: 10 a 14 anos.

Em seguida, às 16 horas, será realizada a atividade "Construindo histórias através de jogos educativos", por Nádia Aguiar, de Fortaleza. Serão trabalhadas quatros histórias, em que as crianças irão formar os títulos, a sequência das gravuras e do texto escrito. Trabalho em equipe onde todos irão modificar o final da história e levarão as histórias para casa.

Na Mostra Teatro de Rua, às 19 horas, no Calçadão Mundinho Teodoro, a Trupe Arlequin de Circo Teatro, de João Pessoa (PB) apresentará a peça "Nada, nenhum e ninguém". Trata-se de um espetáculo que mostra as possibilidades de um teatro de celebração, onde se unem para uma viagem irreal o ator e o espectador, no memorial do fabuloso universo da nossa cultura. São personagens dessa estória quatro bufos cômicos de mambembes (Baobá, Tebas, Filó e Zuriel), que por mais de quatrocentos anos vivem situações de conflitos, colocando em evidências seus medos, sonhos, inseguranças e as memórias humanas.

Encerrando as atividades comemorativas do Dia Mundial do Teatro, o trio paulista formado por Lilian de Lima, Rodrigo Mercadante e Milton Morales Filho apresenta o espetáculo "Uma toada para João e Maria - o amor segundo Chico Buarque", no cineteatro do CCBNB-Sousa, às 21 horas.

A peça conta a história de um casal desde a primeira troca de olhares, passando pela paixão inicial, pelo ciúme e separação, saudade e recomeço, tendo como fio condutor as músicas de Chico Buarque e citações de grandes "especialistas" no assunto como Carlos Drummond de Andrade, Roland Barthes, Adélia Prado, Nelson Rodrigues, Oscar Wilde e Bernard Shaw.

Concurso de Esculturas CriAção Scotch

Concurso de Esculturas CriAção Scotch

recebe inscrições até 30 de maio



Com curadoria de Katia Canton, e tendo como padrinho o artista plástico Eduardo Srur, estão abertas até 30 de maio as inscrições para o Concurso de Esculturas CriAção Scotch com o tema criatividade e sustentabilidade, atitudes para promover um mundo melhor. Pessoas com ideias inovadoras, de qualquer segmento, como profissionais e estudantes das áreas de artes plásticas, arquitetura, decoração, design e publicidade de todo o país podem se inscrever, gratuitamente, pelo site www.criacaoscotch.com.br



Com o slogan “Grandes ideias que colam!”, o concurso dará prêmios no valor total de R$ 26 mil para oito selecionados, que serão conhecidos no dia 25 de agosto, na abertura da exposição com os melhores trabalhos no Museu Brasileiro de Escultura (MuBE), em São Paulo.



Até o último dia da inscrição, os candidatos devem anexar três fotos coloridas de seu protótipo, realizado com as fitas adesivas Mágica® Scotch® e/ou Empacotamento Scotch® Transparente, ambas da 3M do Brasil, em arquivo JPG ou GIF, e com tamanho máximo de 1Mb. As esculturas devem ser propostas criativas que considerem possível a interação com o espaço público, no conceito de intervenção urbana.



Uma comissão julgadora selecionará as 20 melhores obras segundo os critérios de criatividade, coerência com o tema, acabamento e respeito às exigências técnicas. A seleção final será feita por votação popular pela internet entre 11 de junho a 13 de julho. A partir das fotos das obras o público escolherá as oito vencedoras que ficarão expostas no MuBE.



Como padrinho, o artista plástico Eduardo Srur fará uma escultura com as fitas propostas pelo concurso, que será instalada no dia 31 de março no Parque do Ibirapuera, em São Paulo. Realizado também nos Estados Unidos e no México, o concurso é uma promoção cultural da 3M do Brasil. “Na 3M, a inovação é fruto do exercício diário de criatividade dos profissionais que trabalham na empresa. E isto se reflete em produtos e práticas que oferecem diferenciação ao mercado”, comenta Luiz Eduardo Serafim, gerente de Marketing Corporativo. “Com este concurso, queremos incentivar o pensamento criativo e também a cultura. O público vai participar na fase final da votação e, depois, apreciar as criações na a exposição”.



A curadora do CriAção Scotch, Katia Canton, é docente do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo desde 1993, onde também atua na área de curadoria. É PhD em Interdisciplinary Arts pela New York University, Tisch School of the Arts (Nova York, EUA) e mestre em Performance Studies, pela mesma Universidade, onde estudou entre 1987 e 1993. Em junho de 2002 tornou-se Livre-Docente em Teoria e Crítica de Arte pela Escola de Comunicação e Artes da USP.



www.criacaoscotch.com.br

http://twitter.com/criacaoscotch

Horário de funcionamento da Casa Romário

Horário de funcionamento da Casa Romário para visitação da exposição


“Factos da actualidade: Charges e caricaturas em Curitiba, 1900 – 1950”,
escrito pelas pesquisadoras Aparecida Vaz da Silva Bahls e Mariane Cristina Buso, uma edição especial da série Boletim Casa Romário Martins, publicada pela Fundação Cultural de Curitiba.

3ª a 6ª, das 9h às 12h e das 13h às 18h.
Sábados domingos e feriados, das 9h às 14h

Agenda de atividades Primavera 2010


Agenda de actividades Primavera 2010 Sociedade Filarmónica Humanitária - Palmela Venha celebrar o inicio da Primavera na SFH - Teatro, Concertos e muito mais




















S
exta-feira 26 de Março, 22 horas PROGRAMAÇÃO "MARÇO A PARTIR" 2010 :: "Quem será o pai da Criança", pelo grupo T.O.N.I. (grupo cénico SFH) :: Café Concerto com "Coverdose" ENTRADA LIVRE



















Sábado 27 de Março, 15 horas CONCERTO DE PÁSCOA DO CONSERVATÓRIO REGIONAL DE PALMELA ENTRADA LIVRE




















Sábado 27 de Março, 21:30 horas AUDIÇÃO DE PÁSCOA DA ESCOLA DE MÚSICA DA SFH CONCERTO DE PRIMAVERA PELA BANDA DE MÚSICA SFH ENTRADA LIVRE



















Terça-feira 30 de Março, 21:30 horas CONCERTO PELA BANDA SINFÓNICA DA G.N.R. ENTRADA LIVRE







INFORMAÇÕES E RESERVAS: TEL. 21 235 0235 --




clique para ampliar

quarta-feira, 24 de março de 2010

Charges e caricaturas curitibanas


Charges e caricaturas curitibanas em exposição na Casa Romário Martins

A exposição “Factos da actualidade: Charges e caricaturas em Curitiba, 1900 – 1950” marca a reabertura de um dos mais tradicionais espaços de exposição da cidade.

A partir desta sexta-feira (26), Curitiba volta a contar com um de seus mais tradicionais espaços de exposição, especialmente dedicado a divulgar a história da cidade. Depois de passar por obras de restauração, a Casa Romário Martins reabre às 19h com uma exposição e lançamento de um boletim que retrata o universo das charges e caricaturas em Curitiba na primeira metade do século passado.

“Factos da actualidade: Charges e caricaturas em Curitiba, 1900 – 1950”, escrito pelas pesquisadoras Aparecida Vaz da Silva Bahls e Mariane Cristina Buso, é uma edição especial da série Boletim Casa Romário Martins, publicada pela Fundação Cultural de Curitiba. Ele apresenta o resultado de pesquisas iniciadas em 2006, com o resgate de um rico material que retrata uma época pelo traço de importantes chargistas.

Com base no acervo da Fundação Cultural de Curitiba, as autoras complementaram suas pesquisas nos acervos da Biblioteca Pública do Paraná e do Museu Paranaense. Nessa trajetória, levantaram mais de setecentas imagens, tendo como ponto de partida as obras de João Pedro, o Mulato. O trabalho desdobrou-se nas charges e caricaturas das revistas, culminando com as criações de Alceu Chichorro.

O boletim divide-se em dois momentos: “A seriedade no humor”, no qual são comentadas as manifestações caricaturais em um contexto geral, e “A sociedade em destaque”, quando Curitiba e seus personagens ganham vida por meio dos caricaturistas que atuaram nas revistas e nos jornais do período estudado. Enfocando assuntos casuais e corriqueiros, questões nacionais e internacionais que dominavam o noticiário daquela época, a sátira aborda temas atemporais e induz à reflexão sobre o nosso próprio cotidiano.

A exposição que toma conta da Casa Romário Martins tem o mesmo nome do boletim e faz um recorte da publicação. São 108 imagens distribuídas em dez painéis que versam sobre os diversos temas discutidos na sociedade curitibana daquele período, como anticlericalismo, modernidade, política, condição da mulher e problemas de infraestrutura urbana. O material foi pesquisado principalmente no acervo da Fundação Cultural de Curitiba, nas revistas de época e nos desenhos originais criados por Alceu Chichorro, os quais destacam a Segunda Guerra Mundial, a política nacional e estadual e a visão que o artista tinha sobre a mulher. Duas vitrines deixam expostas à apreciação do público 14 obras originais desse material.

Tapumes - Enquanto a Casa Romário Martins passava por restauração, os tapumes da obra foram transformados em suporte para uma amostra da exposição, com charges de Alceu Chichorro (1896-1977), um dos mais importantes chargistas paranaenses. As imagens, aplicadas nos tapumes por meio de plotagem, faziam alusão aos principais temas abordados por ele: o conflito da 2ª Guerra Mundial, a política nacional e a mulher na sociedade. Com uma crítica irreverente e mordaz, seus desenhos em preto e branco refletem sua visão do cotidiano da época.

Serviço:
Reabertura da Casa Romário Martins com exposição e lançamento do boletim “Factos da actualidade: Charges e caricaturas em Curitiba, 1900 – 1950” Local: Largo da Ordem, 30 Data e horário: sexta-feira (26), às 19h Entrada franca

MOSTRA DO PALCO ÀTELA

De 26 de março a 1º de abril de 2010

Realização

Cinemateca de Curitiba

Fundação Cultural de Curitiba

Cinemateca da Embaixada da França no Brasil

Embaixada da França

CulturesFrance


Classificação 14 anos para todos os filmes

Filmes em versão original em francês com legendas em português

Entrada franca


A arte de viver uma outra vida, contar histórias, fazer rir e chorar, tragédia e comédia, tudo isso poderia ser uma breve definição do teatro, mas como exprimir em palavras essa paixão que encanta e seduz jovens e adultos?

Na semana na qual se comemora o Dia Universal do Teatro, 21 de março, a Cinemateca de Curitiba em parceria com Cinemateca da Embaixada da França no Brasil apresenta os mais belos filmes sobre a arte produzidos na França. A partir da produção de renomados diretores franceses como Patrice Chéreau, sobem ao palco gravações de espetáculos teatrais adaptados para o cinema além de documentários sobre o teatro.


Dia 26/03, às 16h:

UMA OUTRA SOLIDÃO / Une Autre Solitude (França, 1996 – dvd – 78’). De Stéphane Metge. Com Pascal Greggory, Patrice Chéreau.

Este documentário retrata essencialmente o processo de concepção e eleboração da terceira encenação de Patrice Chéreau para “Dans la solitude dês champs de cotton” de Bernanrd Marie Koltés.


Às 20h:

Fedra / Phèdre(França,2003 dvd – 140’) De Stéphane Metge. Com Christiane Cohendy, Dominique Blanc, Pascal Greggory. Cores.

A partir do olhar de Chéreau a tragédia do desejo e da morte escrita por Racine se concentra nesta questão : como dizer o que não pode ser dito ?




Dia 27/03, às 16h:

Claude Régy, O Transmissor/ Claude Régy, Le Passeur. (França, 1997 – dvd – 92’). De Arnaud de Mezamat, Elizabeth Coronel. Com Claude Régy, Michael Lonsdale, Valérie Dréville. Cores.

Todos os temas, caros ao diretor e que o fazem ainda hoje um criador à parte no universo teatral francês, são abordados por ele próprio, por seus atores, pelos autores dos quais encenou as peças.


Às 20h:

O Complexo de Thénardier / Le Complexe de Thénardier (França, 2002 – dvd – 73’) De Jean-Michel Ribes. Com Laure Calamy, Marilú Marini. Cores. Duração 73’.

Duas mulheres, duas gerações. Uma mãe e sua filha, poderíamos supor inicialmente. Mas trata-se de sua empregada, filha adotiva, salva de um genocídio. Como pano de fundo, um país destruído pela guerra onde o perigo espreita a cada momento. Uma relação passional e ambígua de dependência comum onde uma e outra se revezam no papel de vítima e carrasco.


Dia 28/03, às 16h:

Com um Fio na Pata / Un Fil à la Patte (França, 2002 – dvd – 130’) De Georges Lavaudant. Com Gilles Arbona, Hervé Briaux, Natasha Cashman. Cores.

Como Lavaudant ele próprio declara, foram com "ingenuidade e frescor" que mergulhou no texto de Feydeau, se deixando levar por um texto eficaz que vai mais rápido que o restante, mais rápido que as situações, que os atores, mais rápido que o pensamento, com uma rapidez quase autônoma.


Às 20h :

Inventários / Inventaires (França, 1990 – dvd – 48’)

De Jacques Renard. Com Edith Scob, Florence Giorgetti, Judith Magre. Cores. Duração 48’.

Ao transpor a ação para os corredores de um hipermercado, no meio de carrinhos de compras, caixas registradoras e clientes anônimos que fazem compras e se encontram inseridos no filme como espectadores do evento, cria-se um inquietante visual do mecanismo de jogos televisivos ao vivo e demais reality shows.

A Secreta Arquitetura do Parágrafo: Encontro com Philippe Minyana / La Secrète Architecture du Paragraphe : Rencontre avec Philippe Minyan (França, 2002 – dvd – 26’)

De Jérôme Descamps. Cores.

Uma introdução concreta e material no trabalho de Minyana que fala de sua relação com os atores, suas afinidades com o trabalho dos artistas plásticos e sobretudo desenvolve sua concepção de escritura teatral.


Dia 29/03, às 16h:

Tambores no Dique / Tambours sur la Digue (França, 2002 – dvd – 135’) De Ariane Minouchkine. Cores.

Para este espetáculo, Mnouchkine escolheu uma maneira que misturasse de jeito inquietante teatro e marionete a partir do Nô e do Bunraku japonês onde atores mascarados e coloridos animam 'bonecas vivas", acionadas por atores-manipuladores, neutros, vestidos de preto.


Às 20h:

Coelho Caçador/ Lapin Chasseur (França, 1991 – dvd – 112’) De Guy Seligmann. Com Jean-Marc Bihour, Susan Carlson, Yolande Moreau. Cores.

Aqui os diretores prosseguem nesta peça a explorar o burlesco e o lado inquietante de nossos universos cotidianos, desmontando alegremente, obstinadamente e com carinho as engrenagens grosseiras ou complexas de nossa comédia humana


Dia 30/03, às 16h:

Coelho Caçador/ Lapin Chasseur (França, 1991 – dvd – 112’) - reprise

Às 20h:

Violação / Viol (França, 2003 – dvd – 94’) De Sophie Fillières. Com Marie Armelle Deguy, Myriam Boyer. Cores.

Inspirado de uma notícia de jornal, a peça se aproxima de uma tragédia moderna oferecendo um processo fatal onde a interrogadora, pacientemente mas inexoravelmente, faz emergir a ;falta; inicial, o episódio, o gesto, o signo que o personagem principal viu sem querer tê-lo visto.


Dia 31/03, às 16h:

Inventários (França, 1990 – dvd – 48’) / Inventaires e A Secreta Arquitetura do Parágrafo: Encontro com Philippe Minyana (França, 2002 – dvd – 26’) / La Secrète Architecture du Paragraphe : Rencontre avec Philippe Minyan - reprise


Às 20h:

Claude Régy, O Transmissor/ Claude Régy, Le Passeur. (França, 1997 – dvd – 92’)/ - reprise

Dia 1º/04, às 16h:

Fedra / Phèdre (França, 2003 – dvd – 140’) / - reprise

Às 20h:

UMA OUTRA SOLIDÃO / Une Autre Solitude (França, 1996 – dvd – 78’) - reprise

Concertos na Capela comemoram aniversário de Curitiba


Orquestra de Câmara e obras corais de Henrique de Curitiba marcam os festejos dos 317 anos da cidade.
Um programa duplo de concertos na Capela Santa Maria comemora na próxima sexta-feira (26) o aniversário da cidade. Às 19h, a Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba apresenta-se sob a regência do maestro Ricardo Bologna. Às 21h, um concerto coral, com os grupos Collegium Cantorum e Madrigal Vocale, marca o lançamento do livro de partituras de Henrique de Curitiba, com a participação do cantor lírico Bruno Spadoni e regências de Helma Haller e Norton Morozowicz. As duas apresentações são gratuitas.

O programa abre com o concerto da Orquestra de Câmara, que terá a participação como solista da mezzo soprano Ariadne Oliveira. A orquestra apresenta duas composições – o Salmo 126 de Antonio Vivaldi (1678-1741) e a suíte “El Amor Brujo”, de Manuel de Falla (1876-1946). O mesmo concerto será reapresentado no sábado (27), às 18h30, na Capela Santa Maria.

Regente e percussionista, Ricardo Bologna vem de São Paulo especialmente para reger o segundo concerto da temporada 2010. Sua carreira musical, desde 2002 quando se formou pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista, foi marcada por inúmeros prêmios em festivais nacionais e internacionais, e convites para acompanhar grupos e orquestras na Europa, Estados Unidos e Japão. No Brasil, fundou o Percorso Ensemble, que realiza concertos pelo Brasil e possui dois CDs gravados. Ricardo Bologna é timpanista da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e regente da Orquestra Sinfônica Jovem Municipal.

Ariadne Oliveira é curitibana e já se destaca no cenário do canto lírico no Brasil. Depois de se formar na Escola de Música e Belas Artes do Paraná, na classe de Neyde Thomas, Ariadne fez cursos de aperfeiçoamento em conservatórios europeus. No Brasil, atuou como solista ao lado de importantes orquestras. Em março de 2009 foi um sucesso a sua interpretação, com a OSESP, da obra “El Amor Brujo”, de Manuel de Falla, a mesma que Ariadne interpretará com a Orquestra de Câmara de Curitiba.

Obra coral – Um dos mais importantes compositores brasileiros, Henrique Morozowicz, conhecido como Henrique de Curitiba, faleceu em 2008 deixando uma vasta produção de composições para orquestras, grupos vocais e instrumentos. As suas 72 composições escritas para coro foram reunidas, digitalizadas, editadas e publicadas no livro “A obra coral de Henrique de Curitiba Morozowicz”, organizado pela pianista Glacy Antunes de Oliveira e por Gyovana de Castro Carneiro. O livro, editado com recursos do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura da Prefeitura de Curitiba, será lançado nesta sexta-feira, no concerto que integra a programação de aniversário da cidade.

Composições de Henrique de Curitiba serão cantadas pelo grupo “Collegium Cantorum”, sob regência de Helma Haller, amiga do compositor, e pelo “Madrigal Vocale”, criado pelo saudoso Padre Penalva, com quem o compositor mantinha relações de amizade e de respeito mútuo. O Madrigal cantará sob regência do maestro Norton Morozowicz, irmão de Henrique de Curitiba. No concerto, o cantor Bruno Spadoni executará uma das últimas composições de Henrique de Curitiba – “Constatação Fatal”, ária cômica escrita para baixo ou barítono e piano, com texto inspirado em crônica de José Zokner.

Serviço: Concertos comemorativos do aniversário de Curitiba Local: Capela Santa Maria Espaço Cultural – R. Conselheiro Laurindo, 273 - Centro Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba, sob regência de Ricardo Bologna Datas e horários: 26 de março (sexta-feira), às 19h, e 27 de março de 2010 (sábado), às 18h30. Ingressos: Entrada Franca (Obs.: Quem já adquiriu os ingressos para o Concerto da Orquestra, poderá devolvê-los na bilheteria da Capela.)

Lançamento do livro de partituras “A obra coral de Henrique de Curitiba Morozowicz”, com apresentações dos grupos Collegium Cantorum, sob regência de Helma Haller, e Madrigal Vocale, sob a regência de Norton Morozowicz.

Data e horário: 26 de março de 2010 (sexta-feira), às 21h.

Entrada franca.

Photoshop Conference 2010


Curitiba é representada em maior evento sobre produção e edição de imagens da América Latina

Fotógrafo curitibano Brasilio Wille é convidado para palestrar no 7º Photoshop Conference, e dará dicas sobre captura, Photoshop e recorte para books

Nos dias 12, 13 e 14 de abril a cidade de São Paulo vai receber grandes nomes da fotografia e da edição de imagens no maior evento do setor na América Latina, o Photoshop Conference, que já chega à sétima edição. Entre eles, estará o fotógrafo e professor curitibano Brasilio Wille, com palestras nos três dias do evento.

Como Wille atua como fotógrafo publicitário há mais de 20 anos e tem larga experiência na produção de books fotográficos, a sua palestra do dia 12, chamada “Captura de fotos de books externas e em estúdio” irá apresentar um tutorial recheado de truques e dicas, mostrando os ajustes fundamentais da câmera, fotometria, sistemas de focalização e lentes, tudo para se criar uma boa foto que necessite de poucas intervenções no Photoshop. Destaque especial para a estrutura do local, onde verdadeiros estúdios fotográficos serão montados no palco do auditório para captura de imagens em tempo real e posterior edição no Photoshop, tudo ao vivo.

No segundo dia do evento, Wille abordará os truques básicos para utilização do Photoshop na produção de um book fotográfico, na palestra “Photoshop básico para Books”. E encerra sua participação desmitificando as complexidades envolvidas nos recortes de cabelos, transparências e cromados, na palestra “Fotografando para recorte”.

Evento

Idealizado por Alexandre Keese, um dos mais importantes nomes em Photoshop no Brasil, o Photoshop Conference é a oportunidade única de encontrar os melhores profissionais reunidos com um objetivo comum: discutir idéias e técnicas para melhorar a qualidade e aumentar a produtividade do dia a dia do profissional. A edição de 2009 recebeu mais de 500 pessoas por dia, e é esperado um número ainda maior, pois o evento cresce a cada ano.

O Photoshop Conference 2010 contará com 53 tutoriais com conteúdo totalmente novo e reformulado, divididos em três dias de evento e em três salas simultâneas. O tema desta sétima edição é "Mito ou Verdade", através do qual pretende mostrar os incríveis truques e recursos do Photoshop e provar, de uma vez por todas, que milagres podem ser feitos com o aplicativo.

Instrutor

Brasilio Wille é fotógrafo profissional, autodidata, consultor e professor de Fotografia. Natural de Curitiba, PR, iniciou sua carreira fotografando produtos, indústrias, shows e espetáculos de teatro, fez microfotografia em genética médica na UFPR e foi diretor de fotografia em vídeo no Sir Laboratório em Curitiba. Em 1985, montou seu estúdio, fotografando moda, publicidade, indústrias e books pessoais, e já atuando como professor de fotografia da Escola Internacional de Curitiba. Em 2002, foi o elaborador e curador da Exposição Fotográfica sobre o projeto da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, aberta pelo o Presidente da República Fernando Henrique Cardoso, em Moscou/Rússia. Na área da Fotografia Digital, desde 1981 se dedica à pesquisa e estudo dos processos digitais, sendo convidado, pela Kodak, a participar de um curso de gerenciamento de cores e sistemas fotográficos de impressão digital- Kodak Professional Imaging Software Training, em Miami/Flórida, e, de 1999 a 2001, coordenou a implantação do primeiro laboratório digital do sul do país, gerindo e dando suporte técnico. Atualmente, com larga experiência na técnica fotográfica, é convidado a ministrar vários cursos, palestras e workshops em empresas, escolas, universidades e cursos de pós-graduação, entre elas, a Unicuritiba e a Universidade Positivo. É palestrante do Photoshop Conference desde 2007, com palestras de Photoshop e Fotografia. É coordenador e professor dos Cursos de Fotografia do Solar do Rosário – Espaço de Arte e Cultura de Curitiba.

SERVIÇO Photoshop Conference 2010 12 a 14 de abril Centro de Convenções Rebouças, São Paulo www.photoshopconference.com.br info@photoshopconference.com.br Inscreva-se: 11 4013-7979 ou 41 3078-0202

HOMENAGEM AOS 317 ANOS DE CURITIBA

Mostra de Filmes Recuperados do Acervo da Cinemateca de Curitiba

Dia 29 de março de 2010

Às 14h



Entrada franca

Local: Cinemateca de Curitiba

Classificação livre para todos os filmes


A mostra é composta de diversos cine-jornais, imagens documentárias realizadas entre as décadas de 1920 e 1950, pertencentes ao acervo da Cinemateca de Curitiba, e restauradas com projeto viabilizado pela Lei Rouanet / Ministério da Cultura e patrocínio da Petrobrás. Trata-se de um importante acontecimento para o resgate da memória cinematográfica. Para esta exibição foram selecionados aspectos comportamentais, sociais, educacionais, militares, agro-industriais, políticos e culturais de Curitiba, que agora restaurados estão disponíveis à comunidade e se transformam também em fonte de estudo e de pesquisa sobre a história e a evolução da cidade.



Programa com duração aproximada de 65’ – filmes em 35mm

Cine Jornal nº 3 – sonoro. Duração 9’.

- Curitiba recebe a visita do ministro da Suíça Dr. Henry Vallaton;

- Corrida do “Fogo simbólico da pátria” no território do Paraná / Corredores na estrada / Chegam ao Centro de Curitiba / Palanque com autoridades / Solenidade;

- Exposição em Curitiba do artista Poty Lazarotto;

- Polícia do Estado do Paraná comemora 90 anos em 10/08/1944;

- Grupo anexo a escola de professores;

- Acampamento do CPOR em Curitiba / Manobra de artilharia.


Cine Jornal nº 11 – Curitiba e Porto Alegre – sonoro. Duração 5’

- Honra ao mérito – condecoração de dois heróis da F.E.B. / Soldados no campo / Manobras de guerra;

- Conferência de governadores em Porto Alegre;

- O educandário de Curitiba em festa.




Cine Jornal nº 4 – sonoro. Duração 7’30”

- A cultura do trigo no Paraná – carro entrando numa fazenda / trigal / colheita com máquinas agrícolas / autoridades;

- O último expediente, de 1944, no Palácio São Francisco;

- O 1º Aniversário da Casa do Pequeno Jornaleiro;

- Condecorados o interventor Manoel Ribas e o capitão Aquiles Pimpão pelo Governo da República do Paraguai.

O Dia da Bandeira, 1937 – Groff – mudo. Duração 9’

- Srs. Manoel Ribas, Governador do Estado e General Meira de Vasconcellos passa revista à tropa;

- Recepção ao Governador do Estado e Comandante da Região;

- Juramento dos conscritos de 1937;

- Governador Manoel Ribas, General Meira e Comandante Pinto de Oliveira;

- Srs. Gonçalves Motta e Ângelo Lopes – Secretários do Estado;

- Radialistas da 1ª PRB2;

- Desfile do Exército / Aparece Correio Antigo;

- Militares e soldados do Corpo de Bombeiros;

- Desfile Escola Normal;

- Sr. Gaspar Vellozo, diretor geral da Educação;

- Ginásio Novo Ateneu / Grupos Escolares / Praça Santos Andrade;

- Universidade Federal do Paraná / Desfile das Associações Esportivas / Parada de fogo.

Círculo Militar do Paraná – sonoro. Duração 2’30”

- Acontecimento social. Fachada do Círculo Militar do Paraná. Interior (pessoas tomando chá-lanche). Close de algumas pessoas que estão nas mesas. Enfermeiras (moças com avental onde tem uma cruz). Músicos tocando/Casal de bailarinos.

Cine Jornal nº 8 – Chega em Curitiba o novo Interventor

- Solenidade de posse do interventor

- Homenagem do PSD ao Dr. Brasil Pinheiro Machado;

- Curitiba recebe o novo comandante da região;

- Manifestação de apreço e reconhecimento.

2º Centenário do Cafeeiro no Brasil – mudo. Duração 8’

- Comemorações do dia do Paraná e exportação do café;

- Srs. Pires Pinto, Prefeito do Rio e Afonso Camargo, Pres. Do Paraná;

- Exibição do filme “Pelo Paraná Maior;

- Visita do Sr. Pres. De São Paulo Júlio Prestes;

- Sra. Alice Tibiriçá – Presidente da Sociedade Pró-Lázaro;

- Os delegados dos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo;

- Dr. Lysimaco da Costa em discurso agradece obra de assistência social do Pres. Munhoz da Rocha.


Cine Jornal nº 7 – sonoro. Duração 8’

- Condecorado pelo Governo Norte- Americano, o General Ary Pires / Dia das Mães em Curitiba (Estádio Couto Pereira);

- Crianças dançando com trajes típicos;

- Festividades da vitória no Círculo Militar do Paraná;

- Aeroclube do Paraná recebe mais dois aviões de treinamento;

- Escola de trabalhadores rurais de Ivaí.

Curitiba Década de 20 – mudo. Duração 1’

Cine Jornal nº 5 – Encerramento da Semana da Criança em Curitiba – sonoro. Duração 9’30”

- Solenidade de encerramento da semana da criança;

- Homenagem a magistratura paranaense ao interventor Manoel Ribas;

- Colação de grau na Escola de Professores de Jacarezinho;

- Inauguração da ponte sobre o Rio Iguaçu em União da Vitória;

- Inauguração da expedição agropecuária de Rebouças;

- Colação de grau na Escola de Educação Física.

Fábrica de Fitas Wenske – sonoro. Duração 2’30”

Tênis de Mesa: Hugo Hoyama conquista o ouro

Leia em

Casa Romário Martins é reaberta


Casa Romário Martins é reaberta com exposição e lançamento de boletim

Na comemoração dos 317 anos de Curitiba, a cidade tem seu patrimônio histórico preservado, com a restauração do último exemplar da arquitetura colonial portuguesa.

Nesta sexta-feira (26), às 19h, a população recebe mais um presente em comemoração ao 317º aniversário de Curitiba, com a reabertura da Casa Romário Martins. Depois de passar por obras de restauração, o último exemplar da arquitetura colonial portuguesa volta a ser um espaço de exposições relacionadas à memória histórica da cidade. Na ocasião, acontece o lançamento do boletim “Factos da actualidade: Charges e caricaturas em Curitiba, 1900 – 1950”, escrito pelas pesquisadoras Aparecida Vaz da Silva Bahls e Mariane Cristina Buso, que também batiza a mostra em cartaz no local.

O restauro da Casa Romário Martins, unidade mantida pela Fundação Cultural de Curitiba, integra a iniciativa da Prefeitura Municipal em preservar o patrimônio histórico da cidade. O trabalho, que consumiu um ano de atividades e teve um custo de R$ 383 mil, com verba oriunda do Fundo Municipal da Cultura, reaproveitou ao máximo os materiais originais. A reposição e a complementação dos elementos deteriorados foram criteriosas, sem esquecer as adequações modernizadoras necessárias à inclusão do imóvel nos critérios de acessibilidade, segurança e conforto atuais.

Na extensa lista de procedimentos, destaca-se o cuidado dispensado ao telhado, com substituição das telhas de barro tipo capa, após limpeza e seleção, além da revisão dos caibros e colocação de manta de isolamento sob as ripas. Na parte de alvenaria, foram tratadas trincas e fissuras nos revestimentos internos e externos, sendo que o assoalho de madeira teve as frestas calafetadas e recebeu tratamento contra insetos. As peças danificadas foram substituídas por novas, com os mesmos padrões de cor, tamanho e encaixes originais.

Também foram revisados os sistemas elétrico, telefônico e lógico, que são embutidos no piso. As paredes internas e externas tiveram pintura de cal branca, sendo que as esquadrias e a escada de madeira ganharam pintura em tinta esmalte sintético, depois de passarem por processo de recuperação.

Com 321,19 m² de área divida em dois pavimentos, térreo e sótão, a Casa Romário Martins teve o projeto de restauração a cargo da Albatroz Arquitetura, Construção e Restauro. Responderam pelo trabalho os arquitetos Claudio Forte Maiolino e Dirceu Contti, mais a especialista em restauro de obras de arte, Nancy Valente. A execução do projeto foi da ArquiBrasil Arquitetura e Restauração, sob a coordenação dos arquitetos Roberto Martins e Jussara Valentin.

História – Localizada no Largo Coronel Enéas, número 30, no Setor Histórico da cidade, a Casa Romário Martins é o último exemplar de arquitetura colonial portuguesa existente em Curitiba. A edificação guarda as características das casas curitibanas do início do século XIX, que apresentavam, em geral, um único pavimento, sendo muitas delas construídas à base de pedra.

A casa já foi utilizada como moradia até o início do século passado, quando passou a abrigar o armazém de secos e molhados de propriedade de Guilherme Etzel e, a partir de 1930, o armazém do Roque. Manteve atividades comerciais até sua desapropriação, em 1970, pela Prefeitura Municipal de Curitiba. Restaurada conforme projeto do arquiteto Cyro Ilídio Corrêa d´Oliveira Lyra, a Casa Romário Martins foi tombada pelo Estado em 1971 e incorporada ao patrimônio histórico curitibano.

A denominação Romário Martins foi uma homenagem ao historiador paranaense, nascido em Curitiba em 1874, e que jamais residiu no imóvel. A Casa Romário Martins abrigou, provisoriamente, o Arquivo Histórico Municipal, que na época estava em fase de organização. Com a ampliação de suas atividades e a necessidade de um espaço mais adequado, o arquivo foi transferido, em 1981, para a recém-criada Casa da Memória. Dessa forma, a Casa Romário Martins tornou-se um espaço de importantes exposições para o resgate das memórias mais significativas da cidade de Curitiba.

Serviço: Comemoração ao 317º aniversário de Curitiba Reabertura da Casa Romário Martins com lançamento do boletim “Factos da actualidade: Charges e caricaturas em Curitiba, 1900 – 1950” Local: Largo da Ordem, 30 Data e horário: sexta-feira (26), às 19h

VII Festival de Inverno da Meruoca

VII FESTIVAL DE INVERNO DA SERRA DA MERUOCA-CE é uma realização da Prefeitura Municipal de Meruoca, sendo seu Festival Competitivo de Música, organizado em parceria com a Associação Cultural Solidariedade e Arte - SOLAR, está com inscrições abertas para o festival competitivo, até o próximo dia 15 de abril.

O VII Festival de Inverno da Meruoca acontece nos dias 03, 04 e 05 de junho em Meruoca, região Norte do Ceará.

A participação no festival está aberta para qualquer pessoa sem limite de idade, residente no território nacional, que atenda o regulamento do evento.

Cada autor ou grupo poderá inscrever até 02 (duas) músicas, mediante o pagamento de taxa de inscrição no valor de R$ 20,00 (Vinte reais) para a Categoria Regional e R$ 25,00 (Vinte e cinco reais) para a Categoria Geral por música inscrita.

Os prêmios de classificação serão: 1º lugar, R$ 5.000,00 (Cinco mil reais) e troféu; 2º lugar, R$ 3.500,00 (Três mil e quinhentos reais) e troféu; 3º lugar, R$ 2.000,00 (Dois mil reais) e troféu; Música de aclamação popular: R$ 1.500,00 (Mil e Quinhentos reais) e troféu; Melhor intérprete: R$ 1.000,00 (Hum mil reais) e troféu; Melhor letra: R$ 500,00 (Quinhentos reais) e troféu.

Este ano, VII Festival de Inverno apresenta novidades: a Categoria Regional. Visando a valorização dos artistas locais, compositores inscritos com residência a pelo menos um ano nos municípios da Macro-Região do Vale do Acaraú (Alcântaras, Cariré, Coreaú, Forquilha, Frecheirinha, Graça, Groaíras, Hidrolândia, Irauçuba, Massapé, Meruoca, Moraújo, Mucambo, Pacujá, Pires Ferreira, Reriutaba, Santana do Acaraú, Senador Sá, Sobral, Varjota) e que optarem por esta categoria na ficha inscrição.

A Comissão Organizadora do Festival Competitivo fará a triagem e seleção de 10 músicas na Categoria Regional. As 10 músicas selecionadas serão tocadas na Rádio Tupinambá AM-1.120 kkh de Sobral entre os dias 23 de abril de 2010 e 22 de maio de 2010 e receberão votação do público para escolha das melhores no site da rádio Tupinambá (www.radiotupinamba.com), bem como também estarão disponibilizadas no site da Prefeitura Municipal de Meruoca (www.meruoca.ce.gov.br), onde também poderão ser votadas.

As duas composições mais votadas irão direto para a final do festival, além de serem premiadas com R$ 2.000,00 e R$ 1.000,00.

Segundo o coordenador geral, do Festival Competitivo, Pingo de Fortaleza, esta nova categoria dará um dinamismo maior ao Festival, além de contribuir para a difusão da cultura local.

Outra novidade está nas eliminatórias. A primeira e a segunda eliminatória contarão com 10 músicas por noite, sendo que para a Final, serão classificadas oito, já que as duas mais votadas na Categoria Regional irão direto para a Final.

O Festival Competitivo é realizado pela Associação Cultural Solidariedade e Arte - SOLAR, sob a coordenação geral de Pingo de Fortaleza e a produção executiva de Arnóbio Santiago, com o patrocínio do BNB.

Maiores informações:

Associação Cultural Solidariedade e Arte - SOLAR

Fone (85) 3226-1189

E-mail: associacaosolar@gmail.com


Como fazer a inscrição

O período de inscrição está marcado do dia 1º de março até o dia 15 de abril de 2010, pessoalmente ou por correspondência.



Em Fortaleza: Associação Cultural Solidariedade e Arte - SOLAR, Avenida da Universidade, 2333, Benfica, CEP 60.020-180, Fone (85) 3226-1189, das 08h às 12h e das 14h às 17h.

Em Meruoca: Secretaria de Turismo, Esporte, Lazer e Juventude de Meruoca, na Avenida Carlos Davi - Complexo Múltiplo-Uso, Piso, Superior, Bairro Centro, CEP 62.230-000. Das 08h às 14h.

Serão exigidos dos compositores para a devida inscrição:

10 (dez) cópias digitadas da letra da música em impressão legível com título, nome(s) do(s) autor(es) e com a letra na íntegra, além de no mínimo 01 (uma) cópia da respectiva letra acompanhada de sua cifra harmônica.

01 CD com a(s) música(s) gravada(s) na íntegra. Lembramos que a boa qualidade sonora do CD será fundamental para a eventual classificação da música.


Ficha de inscrição com todos os campos preenchidos a máquina ou em letra de forma legível, assinatura do(s) autor(es), telefone para contato, e-mail e endereço completo (disponível no site da Meruoca www.meruoca.ce.gov.br

As músicas deverão ser inéditas e originais.

PROGRAMAÇÃO CINEMA CURITIBA

PROGRAMAÇÃO

De 26 de março a 1º de abril de 2010



CINEMATECA - Sala Groff - Rua Carlos Cavalcanti nº 1174 fone 41 3321-3252 (diariamente das 09h às 12h e das 13h30 às 22h30 – sábados e domingos das 14h30 às 22h30) www.fccdigital.com.br




MOSTRA DO PALCO À TELA

De 26 de março a 1º de abril (ver programação anexa)

Entrada franca



HOMENAGEM AOS 317 ANOS DE CURITIBA

MOSTRA DE FILMES RECUPERADOS DO ACERVO DA CINEMATECA (ver programação anexa)

Dia 29 de março, às 14h

Entrada franca

Garimpando o Universo Feminino



Depois de 20 anos guardadas na gaveta, as poesias da psicóloga Maria José de Souza Santos, 64, viraram livro. “Garimpando o Universo Feminino” mostra a trajetória da autora, revelando suas conquistas, dificuldades, decepções e alegrias na tentativa de se tornar mais responsável por suas escolhas. A obra, que possui um caráter reflexivo, reúne 101 poesias com temas recorrentes ao universo feminino. Relacionamentos, desilusões amorosas, maternidade e independência profissional são assuntos abordados no livro.

De uma forma simples, e sem perder o bom humor, os poemas convidam o leitor a acompanhar as mudanças e situações vividas pela autora nos últimos 20 anos. Uma obra leve e pintada com as cores do universo feminino.


Lançamento Garimpando o Universo Feminino Data – 24 de março Horário – 19h Local – Restaurante Cozinha de Minas (Rua Gonçalves Dias, 45, Savassi)


Sobre a autora

Nascida em Pedro Leopoldo (MG), Maria José de Souza Santos, 64, é psicóloga com especialização em Psicologia Transpessoal e Gestalt Terapia. Atualmente trabalha com psicoterapia e grupos de meditação.

Mostra francesa de cinema faz homenagem ao teatro

A Mostra do Palco à Tela acontece de 26 de março a 1º de abril com dez filmes gratuitos que vão ser exibidos na Cinemateca às 16h e às 20h.

Neste mês em que as artes se voltam para comemorar o Dia Universal do Teatro, 21 de março, o cinema também rende sua homenagem a esta que é uma das mais antigas diversões da humanidade. Os mais belos filmes sobre teatro produzidos na França vão ser exibidos na Cinemateca de Curitiba do dia 26 de março a 1º de abril, numa realização da Fundação Cultural de Curitiba e da Embaixada da França no Brasil, por meio da sua Cinemateca, juntamente com a instituição Cultures France.

A “Mostra do Palco à Tela”, a partir da produção de renomados diretores franceses como Patrice Chéreau, traz, gratuitamente a Curitiba, gravações de espetáculos teatrais adaptados para o cinema, além de documentários sobre o teatro. É a essa arte milenar, que nos proporciona entrar na vida de um personagem, faz rir e chorar, vivenciar tragédia e comédia, que a Cinemateca mostra seu encantamento e faz questão de homenagear.

O filme que abre a mostra chama-se Uma outra sólida, documentário de 1996, com 78’, que retrata essencialmente o processo de concepção e elaboração da terceira encenação de Patrice Chéreau para Dans la solitude dês champs de cotton (Na Solidão dos Campos de Algodão), de Bernanrd Marie Koltés. Escrita em 1986, o autor francês, como em outras obras, tematiza a solidão.

O documentário deixa à mostra a falta de ação evidenciada - o texto de Koltés é construído a partir de extensos monólogos e o conflito se estabelece até o final pela contraposição dos discursos dos dois atores. Em meio à conversa dos personagens, é como se em alguns momentos os papéis se invertessem. Fica difícil saber quem é quem, qual é o papel ocupado numa sociedade que tanto pode definir identidades como subvertê-las. Tráfico de droga ou de sexo, o texto não explicita as motivações nem o local onde se dá o encontro dos dois homens. Sem nome e sem referências passadas explícitas, é por meio da palavra que eles expõem um jogo feito apenas de sugestões. O processo de elaboração da peça, que foi encenada pela primeira vez por Patrice Chéreau no teatro Amandiers Nanterre, poderá ser “dissecado” no documentário que a Cinemateca de Curitiba apresenta dia 26, às 16h com reprise no dia 1º de abril, às 20h.


Serviço:

Mostra do Palco à Tela – Filmes franceses sobre teatro

Local: Cinemateca de Curitiba – R. Carlos Cavalcanti, 1174

Data e horário: 26 de março a 1º de abril – às 16h e às 20h

Informações: 3321-3252

Instituto Cervantes traz a Belo Horizonte a Exposição Madrid Mirada

Mostra reúne as impressões de 14 fotógrafos latinoamericanos sobre a capital espanhola

A pluralidade de olhares sobre uma mesma cidade e uma reflexão sobre a particularidade do fazer artístico por meio da fotografia. É o que o público vai encontrar na mostra Madrid Mirada, que será aberta no dia 31 de março, no Centro de Arte Contemporânea e Fotografia da Fundação Clóvis Salgado. Até o dia 30 de abril, Belo Horizonte vai conferir os trabalhos de 14 fotógrafos latinoamericanos, cada um de um país distinto – incluindo o Brasil - que durante uma semana percorreram as ruas de Madrid e registraram suas impressões sobre a capital espanhola. A mostra é uma realização da Fundação Clóvis Salgado e do Instituto Cervantes, órgão oficial do Governo da Espanha e difusor mundial da cultura hispânica. A entrada é franca.

No dia 31 ainda acontece, às 19h uma aula aberta com o mineiro Eustaquio Neves, representante do Brasil na mostra. O tema do encontro é Experimentos de autor, e a aula acontece no Teatro João Ceschiatti, no Palácio das Artes, com entrada franca.

Madrid Mirada

As imagens foram capturadas sem nenhum tipo de exigência ou limitação temática, e o resultado final são registros marcados pela diferença. Lado a lado, estão séries formadas por obras individuais, fotografias materializadas em objetos e retratos que dialogam com vídeos e sons. As técnicas utilizadas foram as mais diversas, passando pelo tradicional preto/branco, pela sépia, pelo uso da imagem numérica e chegando ao trabalho com imagens estretoscópias para gerar a sensação de espaço.

A diversidade de olhares sobre Madrid – uma cidade plural por natureza - convida o público a refletir sobre a realidade, partindo de obras que remetem tanto às marcas do passado quanto a aspectos sociais, culturais, econômicos e políticos atuais. Em um contexto em que grande parte fotografias colecionadas e exibidas nos museus surgiram para cumprir funções concretas – como a publicidade ou o jornalismo – é raro ter-se uma produção desligada de seu caráter funcional.

É aí que Madrid Mirada se destaca, uma vez que abre as portas para a experimentação e a reflexão sobre as possibilidades do trabalho fotográfico. A mostra merece destaque ainda não somente por sua qualidade artística e seu sentido, mas também pela dinâmica de trabalho em rede proporcionada durante sua realização. O projeto, inspirado na exposição España em Roma, possui três grandes objetivos: dar visibilidade aos artistas tanto na Espanha quanto na própria América Latina; fazer com que estes fotógrafos revelem o seu olhar sobre Madrid, uma cidade que historicamente tem recebido grande número de imigrantes latinoamericanos e promover uma rede de cooperação e promoção cultural em todo o mundo.

O público poderá fazer uma radiografia da capital espanhola, e quem for ao Centro de Arte Contemporânea e Fotografia verá uma cidade na qual o passado histórico contrasta com um presente em constante transformação. Os registros dos 14 fotógrafos, entre eles o brasileiro Eustaquio Neves, revelam lugares de uma Madrid repleta de identidades próprias, que geram os mais diversos estados de ânimo e sentimentos e que se convertem em memórias e lembranças.

Depois de aberta em Madrid, em 2008, a exposição está percorrendo cidades dos países de cada um dos 14 fotógrafos que participaram da exposição.

Serviço

Exposição Madrid Mirada

Local: Centro de Arte Contemporânea e Fotografia

Av. Afonso Pena, 737, Centro

Data: 31 de março a 30 de abril - 2010

Horário: terça a domingo: 12h às 19h / quinta-feira: 12h às 21h

Entrada franca