sábado, 9 de janeiro de 2016

Krisiun confirma homenagem à Lemmy Kilmister e participação especial de João Gordo em shows em SP

Krisiun, um dos nomes mais importantes da história do metal brasileiro, se apresenta, neste sábado (09/01), no Sesc Belenzinho, em São Paulo. Ambos os shows contarão com homenagem ao lendário Lemmy Kilmister, além da participação especial de João Gordo, vocalista do Ratos de Porão. Exibição faz parte da turnê promocional do aclamado "Forged In Fury", considerado um dos melhores lançamentos de 2015 por toda imprensa especializada mundial. 


“Forged In Fury”, novo disco do grupo, foi considerado um dos melhores lançamentos de 2015 por toda imprensa especializada mundial – foto: Pri Secco

O Krisiun, um dos nomes mais importantes da história do metal brasileiro no exterior, recentemente confirmou que irá prestar sincera homenagem ao lendário Lemmy Kilmister – vocalista do Motörhead que veio a falecer há poucos dias em decorrência de câncer no cérebro e no pescoço – durante as apresentações desta sexta e sábado (08-09/01), no Sesc Belenzinho, em São Paulo.

Alex Camargo (baixo/vocal), Moyses Kolesne (guitarra) e Max Kolesne (bateria) sempre que podem, fazem questão de inserir composições do grupo inglês no setlist dos seus shows. No entanto, a ocasião desta vez será em forma de agradecimento por todo legado deixado pelo artista no cenário do rock/metal mundial. 

Assim como em outras oportunidades, o power trio anuncia que também contará com a participação especial do ilustre amigo João Gordo, vocalista do Ratos de Porão, em ambas as datas. 

Além dos hits do Motörhead, o repertório destas exibições será composto por clássicos como “Kings of Killing”, “Bloodcraft”, “The Will to Potency”, “Blood of Lions”, “Combustion Inferno”, “Vicious Wrath” e as principais composições do aclamado “Forged In Fury”, considerado um dos melhores lançamentos de 2015 por toda critica especializada mundial.

Apesar da grande procura, ainda há ingressos à venda para os dois dias. As entradas custam entre R$ 6,00 e R$ 20,00. Mais informações no serviço abaixo.

Até o momento, o Krisiun tem as seguintes datas agendadas:
08/01 – Sesc Belenzinho – SP/SP
09/01 – Sesc Belenzinho – SP/SP
22/01 – Praça Verde do Dragão do Mar – Fortaleza/CE
4-8/02/16 – 70000 Tons of Metal Cruise – Miami, EUA
25-27/03/16 – Witchfest 2016 – Johannesburgo, África do Sul

Reconhecido como um dos nomes mais respeitados do Mundo, o Krisiun definitivamente laureia sua respeitável discografia com o visceral “Forged In Fury”. Este trabalho foi produzido por Erik Rutan, frontman do Hate Eternal, ex-guitarrista do Cannibal Corpse e que já trabalhou com Madball, Agnostic Front, Six Feet Under, entre outros. As gravações aconteceram no Mana Recording Studios, Flórida (EUA).

Formada em 1990 na cidade de Ijuí (RS), há muito tempo, o Krisiun se estabeleceu como um fenômeno global da música extrema. A banda estourou mundialmente como precursora do movimento brutal death metal com o lançamento do debut álbum “Black Force Domain”. No entanto, alcançaram a fama internacional em 1998, com o disco “Apocalyptic Revelation”. 

A Agência Sob Controle segue agendando a nova turnê do grupo pelo Brasil. Produtores interessados em contratar o espetáculo devem enviar e-mail para sobcontroleproducoes@yahoo.com.br.

Links relacionados:
https://www.facebook.com/krisiun.official
https://www.facebook.com/agenciasobcontrole
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR
 
Serviço São Paulo
Sesc Belenzinho orgulhosamente reapresenta KRISIUN
Data: 8 e 9 de janeiro de 2016 (sexta-feira e sábado)
Local: SESC Belenzinho - www.sescsp.org.br/belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000 
Hora: 21h30
Ingresso online: www.sescsp.org.br
Pontos de venda: nas unidades do SESC
Infoline: (11) 2076-9700
Duração: 90 minutos
Não recomendado para menores de 18 anos
Comedoria (500 pessoas – acesso para pessoas com deficiência)
Assessoria de Imprensa do Sesc e Credenciamento: imprensa@belenzinho.sescsp.org.br
Assessoria de Imprensa Krisiun: press@theultimatemusic.com
Evento Facebook: https://www.facebook.com/events/1566046540315454/
 
Valores:
R$ 20,00 (inteira)
R$10,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante)
R$6,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes)

Estacionamento para espetáculos com venda de ingressos:
R$ 11,00 (não matriculado) | R$ 5,50 (matriculado no SESC - trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo/ usuário).

O primeiro mês do governo Macri na Argentina


Desde a posse há quase um mês, uma série de medidas anunciadas pelo presidente Mauricio Macri vem sendo questionadas por seu caráter pouco republicano. Tais medidas incluem o fechamento da TV Senado, a nomeação de juízes para a Suprema Corte sem a aprovação do Senado e as iniciativas que buscam reverter a chamada Lei de Meios (contra o monopólio nos meios de comunicação).
As investidas contra a Lei de Meios têm sido feitas via decretos de urgência. No primeiro deles, Macri nomeou um interventor para a Autoridade Federal de Serviços de Comunicação Audiovisual (Afsca), agência reguladora independente responsável por fiscalizar o cumprimento da lei. Em seguida, o presidente dissolveu a Afsca (inclusive com a presença de forças policiais para impedir a entrada dos funcionários no prédio da Agência) e criou um novo órgão sob controle do Poder Executivo. Embora a medida tenha sido suspensa temporariamente por uma decisão cautelar da Justiça, no dia 4 de janeiro o Executivo argentino publicou um decreto com data retroativa, anterior à contestação judicial. Além de criar um novo órgão sob controle do governo, o decreto modifica aspectos da Lei de Meios que buscavam evitar monopólios e promover a desconcentração no setor, com restrições, por exemplo, à propriedade cruzada de meios de comunicação. O novo decreto flexibiliza as restrições de venda de meios audiovisuais, retira limites a quantidade de cidades nas quais podem operar as empresas de TV a cabo e elimina restrições à propriedade cruzada de meios de comunicação. A reforma da Lei de Meios, que atende aos interesses de grandes conglomerados midiáticos, tem provocado protestos da oposição kirchnerista, bem como críticas de especialistas e ativistas que advogam a democratização dos meios de comunicação.
Ainda em dezembro, outra medida controversa do novo governo foi a nomeação de dois juízes para a Suprema Corte de Justiça, via decretos durante o recesso do Senado e, portanto, sem a aprovação do mesmo (que manteve a maioria kirchnerista nas eleições de outubro). Por uma brecha na Lei, o Executivo alega ter amparo legal para tais nomeações.
No campo econômico, uma das primeiras medidas do novo governo foi a eliminação dos controles cambiais, que gerou desvalorização de cerca de 30% da moeda argentina. As implicações da liberalização incluem o favorecimento aos grandes grupos exportadores do país e uma diminuição real no poder de compra dos trabalhadores.

Posse da nova legislatura na Venezuela
Na última terça-feira, 5 de janeiro, os deputados eleitos em dezembro tomaram posse na Venezuela. O Supremo Tribunal de Justiça suspendeu temporariamente a posse de quatro deputados eleitos (três opositores e um governista), com base em suposta compra de votos no estado do Amazonas, que ainda será analisada. Se confirmada esta decisão, a oposição perderia a super maioria de 2/3 dos votos (112 deputados). Apesar da decisão da Justiça, a nova Assembleia tomou o juramento dos três deputados opositores.
As controvérsias incluíram ainda as modificações promovidas pelo presidente Nicolas Maduro na Lei do Banco Central. Antes da posse da nova legislatura, o presidente transferiu ao Executivo a prerrogativa de indicar os dirigentes do órgão, sem necessidade de aprovação da Assembleia.

Escalada de tensões no Oriente Médio
A primeira semana do ano foi marcada pelo crescimento de tensões no Oriente Médio, com o rompimento de relações diplomáticas por parte da Arábia Saudita com o Irã, decisão que foi seguida pelos aliados sauditas Sudão, Bahrein, Emirados Árabes e Kuait. Há anos os dois países disputam liderança no Oriente Médio e se enfrentam indiretamente em conflitos, como na Síria e no Iêmen.
O rompimento das relações diplomáticas ocorreu após a Arábia Saudita executar o clérigo xiita Nimr al-Nimr, junto a outras 46 pessoas, acusados de terrorismo. O clérigo era crítico da família real saudita e apoiador de protestos contra o governo. A execução causou protestos xiitas em diversos países da região. Duas sedes diplomáticas sauditas foram alvo de protestos e ataques no Irã, o que foi usado como justificativa para o rompimento diplomático. Tanto o Irã como a Arábia Saudita estão entre os países que mais aplicam a pena de morte no mundo.
De acordo com especialistas, o argumento do sectarismo religioso não explica a decisão saudita de escalar as tensões na região. A medida é vista como reação saudita ao potencial crescimento do protagonismo iraniano – após o acordo nuclear que permitiu a retirada de sanções econômicas dos Estados Unidos e da Europa ao país –, bem como à disputa com outras lideranças regionais sunitas, como a Turquia e o Qatar. Além disso, atensão diplomática complica possíveis soluções para o conflito sírio, que dificilmente ocorreriam sem o consentimento dos dois países.

Três concertos neste fim de semana reúnem grupos de metais e percussão



            Grupos e orquestras de metais e percussão estão na programação deste fim de semana da 34ª Oficina de Música de Curitiba. São três concertos. O primeiro será realizado pela Gênesis, orquestra curitibana com quase 15 anos de existência e aproximadamente 30 integrantes. O grupo, regido pelo maestro Vagner Gonçalves Franco, se dedica a um repertório ousado, abrangente e diversificado, extraindo com precisão as características sonoras dos instrumentos. Neste concerto, apresentará obras de Tchaikovsky, Steven Ponsford e Paul Lovatt-Cooper.
O maestro Vagner Franco também dirige o concerto da Orquestra de Metais que se apresenta no domingo pela manhã, às 11h, no Memorial de Curitiba. No programa estão obras de John Williams, Ted Huggens e Rossano Galante.
           
Percussão - Os professores de percussão da Oficina de Música, Ricardo Bologna e Eduardo Leandro se apresentam às 18h30 de domingo, no Teatro do Paiol. O concerto é a oportunidade de conhecer o virtuosismo de dois percussionistas brasileiros com carreira internacional.
Eduardo Leandro é professor de percussão e regente do grupo de música contemporânea da Universidade de Stony Brook (Nova York), tendo atuado como diretor de estudos de percussão na Universidade de Massachusetts e professor no Conservatório de Genebra. Foi percussionista principal do grupo Champ d’Action, na Bélgica, além de ter tocado regularmente com a Orquestra do Concertgebouw (Amsterdã).
            Ricardo Bologna conquistou em 1995 o Primeiro Prêmio de Virtuosidade “avec distinction”, no Conservatório de Música de Genebra (Suíça). Com Eduardo Leandro fundou o Duo Contexto, que realizou várias apresentações pela Europa. Em 1996, o duo ganhou o primeiro prêmio no “Internationaler Musikwettbewerb für die jünge Kultur”, em Dusseldorf (Alemanha). Ricardo Bologna integrou o “Ensemble Contrechamps” de música contemporânea, com o qual participou de festivais internacionais de música em Paris, Roma, Lyon e Milão e gravou vários CDs. Foi percussionista convidado da “Orchestre de la Suisse Romande”, com quem gravou CDs e excursionou pelo Japão e Estados Unidos. Atualmente, Ricardo Bologna integra o Percorso Ensemble, grupo especializado na execução do repertório dos séculos 20 e 21.

Parceiros - Realizada pela Prefeitura Municipal e Fundação Cultural de Curitiba, por meio do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (ICAC), a Oficina de Música 2016 tem o patrocínio da Copel, apoio master da PUC – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, apoio do Banco do Brasil e apoio cultural do Centro Cultural Teatro Guaíra, Consulado Geral dos Estados Unidos em São Paulo, Consulado Geral da República da Polônia em Curitiba, Curitiba Hostel, Família Farinha, E-Paraná, Escola de Música e Belas Artes do Paraná, Faculdade de Artes do Paraná, Lumen FM, Secretaria de Estado da Cultura, SESC da Esquina e Paço da Liberdade, UFPR/Pró-Reitoria de Extensão e Cultura.

Serviço:
34ª Oficina de Música de Curitiba
Gênesis – Orquestra de Metais e Percussão
Local: Praça do Iguaçu – Memorial de Curitiba
Data e horário: 9 de janeiro, às 22h30
Ingressos: gratuito

Orquestra de Metais
Local: Praça do Iguaçu – Memorial de Curitiba
Data e horário: 10 de janeiro, às 11h
Ingressos: gratuito

Concerto de Percussão com Ricardo Bologna e Eduardo Leandro
Local: Teatro do Paiol (Praça Guido Viaro)
Data e horário: 10 de janeiro, às 18h30
Ingressos: R$10 e R$ 5


Concerto apresenta música francesa da corte de Luís XIV



            O primeiro concerto de música antiga da 34ª Oficina de Música de Curitiba, neste sábado (9), às 20h30, na Capela Santa Maria, é dedicado a compositores prestigiados pela corte do rei Luís XIV. “A música francesa na corte do Rei Sol” foi o tema escolhido para este concerto que reúne todo o time de professores do Núcleo de Música Antiga da Oficina.  O diretor do Núcleo, o violinista curitibano Rodolfo Richter, escolheu o repertório, composto por obras de François Couperin, Saint Colombe, Marin Marais, Michel Lambert, entre outros compositores dos séculos 17 e 18.
Richter, que vive na Inglaterra e é professor da Royal College of Music, em Londres, também toca neste concerto, ao lado de Maria Cristina Kiehr (soprano), Rodrigo del Pozo (tenor), Rachel Brown (flauta), Diego Nadra (oboé), Rodrigo Calveyra (flauta doce e corneto), Tomasz Wesolowski (fagote), Robert Farley (trompete), Rodolfo Richter e Manfred Kraemer (violinos), Claire Fahy (viola), Juan Manuel Quintana (viola da gamba), Phoebe Carrai (violoncelo), Paolo Zuccheri (violone), Dolores Costoyas (teorba e guitarra barroca) e James Johnstone (cravo).
Segundo Rodolfo Richter, um dos diferenciais deste concerto é a presença de um instrumento de sopro típico do início do barroco – o corneto. “É um instrumento raro, muito específico, e mesmo na Europa poucas pessoas se dedicam a ele. Tem um repertório limitado, mas o som é muito bonito”, descreve Richter. O corneto também está entre os cursos oferecidos pela Oficina, com orientação do professor Rodrigo Calveyra. Rodrigo é brasileiro, nascido em Porto Alegre, mas fez sua especialização na Suíça e atualmente vive na França.

Parceiros - Realizada pela Prefeitura Municipal e Fundação Cultural de Curitiba, por meio do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (ICAC), a Oficina de Música 2016 tem o patrocínio da Copel, apoio master da PUC – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, apoio do Banco do Brasil e apoio cultural do Centro Cultural Teatro Guaíra, Consulado Geral dos Estados Unidos em São Paulo, Consulado Geral da República da Polônia em Curitiba, Curitiba Hostel, Família Farinha, E-Paraná, Escola de Música e Belas Artes do Paraná, Faculdade de Artes do Paraná, Lumen FM, Secretaria de Estado da Cultura, SESC da Esquina e Paço da Liberdade, UFPR/Pró-Reitoria de Extensão e Cultura.

34ª Oficina de Música de Curitiba
A música francesa na corte do Rei Sol
Local: Capela Santa Maria (R. Conselheiro Laurindo, 273)
Data: 9 de janeiro, às 20h30
Ingressos: R$ 10 e R$ 5

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

GERALDO AZEVEDO E ARMANDINHO MACÊDO DIVIDEM O PALCO DA CAIXA CULTURAL CURITIBA



Em shows intimistas de 14 a 17 de janeiro, dupla mostra novos arranjos para músicas consagradas

No mês de aniversário de 155 anos da CAIXA, a CAIXA Cultural Curitiba apresenta o encontro de Armandinho Macêdo e Geraldo Azevedo, de 14 a 17 de janeiro. A dupla sobe ao palco para uma temporada de quatro shows intimistas, juntando o repertório poético e instrumental de dois celebrados nomes da música brasileira.

A parceria começou na abertura do carnaval de Recife, em 2013, quando Armandinho Macêdo e Geraldo Azevedo dividiram o mesmo palco. No final do show, quando estavam cantando uma música de Geraldo, Armandinho começou a solar com sua guitarra baiana, levando o público ao delírio. Desde então, o instrumentista passou a convidar o colega para participar dos seus projetos de verão na Bahia –Armandinho 50 Carnavais e Armandinho Ensaios Elétricos.

No repertório das apresentações, estão composições de Geraldo com uma nova roupagem, privilegiando os solos de bandolim e a guitarra deArmandinho. Os artistas apresentam canções como Bicho de sete cabeçasDia brancoTaxi lunar, além de músicas de Armandinho, comoChame gente. Os shows também comemoram dois importantes marcos: 70 anos de vida de Geraldo Azevedo e 50 anos de carreira de Armandinho Macêdo.

Armandinho Macêdo
Armandinho Macêdo é filho de Osmar Macêdo, o criador do Trio Elétrico, grande projeto popular de democratização do som carnavalesco. Instrumentista baiano, possui reconhecida trajetória musical, estreando aos 10 anos de idade, puxando o Trio Elétrico Mirim que seu pai fez. Aos 15 anos, gravou seu primeiro LP de música instrumental. Além de ter divulgado internacionalmente o som da sua guitarra baiana, é também um exímio bandolinista. Armandinho já teve duas indicações ao Grammy Latino, com os álbuns Retocando o choro ao vivo eAfroBossaNova.

Geraldo Azevedo
Pernambucano, Geraldo Azevedo é compositor, cantor e violonista. Autodidata – aos 12 anos já tocava violão. Do grito corajoso das canções feitas nos chamados anos de chumbo da Ditadura Militar às músicas românticas ou dançantes dos tempos democráticos, sua obra continua marcando gerações. São mais de 50 anos de parcerias bem-sucedidas, com nomes como Luís Gonzaga, Geraldo Vandré, Alceu Valença, Elba Ramalho e Zé Ramalho. Depois de meio século de trabalho, ainda hoje, sua Canção da despedida, composta com Geraldo Vandré, é entoada como hino de manifestações de protesto. E mais de três décadas depois de ser criada, a música Dia branco ainda embala o casamento de apaixonados por todo o país.



Serviço:
Música: Armandinho Macêdo e Geraldo Azevedo
Local: CAIXA Cultural Curitiba - Rua Conselheiro Laurindo, 280, Centro – Curitiba (PR)
Data: 14 a 17 de janeiro de 2016
Hora: quinta-feira a sábado às 20h. Domingo, às 19h
Ingressos: vendas a partir de 09 de janeiro (sábado). R$ 20 e R$ 10 (meia - conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.
Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sábado, das 12h às 20h. Domingo, das 16h às 19h)
Classificação etária: livre para todos os públicos
Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)

ARTISTA UTILIZA OBJETOS ANTIGOS PARA INVESTIGAR PINTURA EM EXPOSIÇÃO NA CAIXA CULTURAL CURITIBA



Em mostra inédita, A viagem pitoresca reúne pinturas, objetos e instalações do carioca Bruno Miguel. Abertura é no dia 12 de janeiro

A CAIXA Cultural Curitiba apresenta a exposição A viagem pitoresca, do artista carioca Bruno Miguel. Inédita, a mostra será aberta no dia 12 de janeiro (terça-feira), com visita guiada às 19h, e ficará em cartaz até o dia 28 de fevereiro.

Com curadoria de Bernardo Mosqueira, a exposição reúne pinturas, objetos e instalações de Bruno Miguel, apresentando as obras mais representativas da sua trajetória. Em sua produção, o artista foca na investigação sobre a pintura, o universo doméstico, a lógica do consumo e o imaginário pop, mesclando referências das chamadas alta e baixa cultura.

Desde 2006, Bruno vem reunindo louças, porcelanas, tapeçarias, tecidos inusitados e antiguidades em leilões e antiquários, tanto pela internet quanto pela cidade do Rio de Janeiro. O que poderia se tornar parte de alguma das muitas coleções que ele mantém em casa soma-se às telas, às tintas, a uma pesquisa radical e a uma experimentação técnica do pintar. Em suas mãos, esses materiais coletados tornam-se pintura.

“A história desses suportes e materiais é tão importante quanto a que será construída no atelier. O resultado dessas transformações é mostrado como uma grande instalação pictórica, relacionando a pintura e o espaço, o artista e o mundo”, explica Bruno.

Conjuntos de tapetes e pratos decorativos de origens diversas acabam sendo um suporte inesperado para grandes pinturas, bem como tecidos estampados reunidos, transformados em telas. Nesses trabalhos, há imagens originadas de estampas de camisetas dos anos 80, embalagens de chiclete, letreiros de propaganda, antigos anúncios de TV, publicidade socialista, personagens atuais da internet e referências diretas ou indiretas às ideias de paisagem e de natureza morta.

O artista
Bruno Miguel já expôs em diversos museus e galerias do Brasil, Chile, Bolívia, Argentina e Estados Unidos. Artista premiado com bolsas, possui obras em coleções públicas e privadas, como MAM RJ e MAR RJ. Participou de diversas exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior, recebendo importantes premiações e sendo hoje referência na arte contemporânea brasileira.

Nasceu no Rio de Janeiro, em 1981, cidade onde vive e trabalha. Formou-se em Artes Plásticas e Pintura pela scola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro, em 2009. No mesmo local, deu aulas em 2010, e é professor da Escola de Artes Visuais do Parque Lage desde 2011.



Serviço:
Exposição: A viagem pitoresca – Bruno Miguel
Local: CAIXA Cultural Curitiba – Galeria Mezanino, Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)
Abertura: 12 de janeiro
Início: terça-feira, 19h30
Visitação: 13 de janeiro a 28 de fevereiro
Horário da Galeria: terça a sábado, das 10h às 20h. Domingo, das 10h às 19h
Ingressos: entrada franca
Informações: (41) 2118-5114
Classificação etária: livre para todos os públicos

Visita guiada com o artista Bruno Miguel
Local: CAIXA Cultural Curitiba – Galeria Mezanino, Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)
Dia: 12 de janeiro
Hora: terça-feira, 19h
Ingressos: entrada franca
Informações: (41) 2118-5114
Classificação etária: livre para todos os públicos

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Sampa Music Festival anuncia primeiras atrações de sua 14ª edição

O Sampa Music Festival, considerado o maior festival de rock independente do Brasil, recentemente confirmou a sua 14ª edição. O evento está agendado para o próximo dia 28 de fevereiro, no Espaço Victory, em São Paulo. CPM 22, Project46, Far From Alaska, Esteban, Sala Espacial e Zander são apenas as primeiras atrações confirmadas. Mais bandas serão anunciadas nos próximos dias. Ingressos à venda em diversos pontos de São Paulo e região metropolitana. 



CPM 22 é o primeiro headliner confirmado. Evento promove o encontro e a troca de experiências entre as revelações do cenário com as bandas que já fazem sucesso em todo país. Serão 12h ininterruptas de puro rock – foto: divulgação

A agência Live Co. anuncia oficialmente a 14ª edição do Sampa Music Festival, considerado o maior festival independente de rock do Brasil. O evento está agendado para o próximo dia 28 de fevereiro, no Espaço Victory, em São Paulo.

Seguindo a tradição de reunir os nomes que mais se destacam no cenário do rock nacional, além de revelar os novos talentos do underground paulista, o Sampa Music Festival já confirmou a apresentação das bandas CPM 22, Project46, Far From Alaska, Esteban, Sala Espacial e Zander. Novas atrações serão reveladas nos próximos dias.

Sucesso de público e de critica, o evento promete manter o mesmo padrão de qualidade, que tanto lhe rende elogios. São dois palcos altamente equipados, com som e iluminação de última geração, justamente para garantir 12h de música ininterruptas.

Voltado ao público jovem, outro ponto positivo do Sampa Music é a união de estilos e a localização privilegiada (ao lado da estação Penha do Metrô). Nas três últimas edições, mais de 4 mil pessoas, das mais diversas localidades e até fãs, de outros Estados, se dirijam rumo à Zona Leste para curtir o festival. A organização acredita que, nesta edição, esta expressiva marca, será novamente superada.

Os ingressos já estão à venda no site www.ticketbrasil.com.br, e em diversos pontos espalhados pelas cidades de São Paulo e região metropolitana. As entradas custam de R$ 40,00 (1° lote/pista comum) a R$ 100,00 (pista vip premium – apenas 100 ingressos). Mais informações no serviço abaixo.

O Sampa Music Festival surgiu em 2009, com o objetivo de apresentar ao público o que há de melhor no rock nacional. Mais de 200 grupos já passaram pelos palcos do evento. Bandas como Fresno, CPM 22, Aliados, Strike, Restart, Gloria e Forfun são alguns dos nomes que marcaram a história do festival.

Links relacionados:
http://www.sampamusicfestival.com.br
http://www.facebook.com/sampamusicfestival
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR

Serviço São Paulo
Live Co. apresenta Sampa Music Festival 14
Atrações confirmadas
: CPM 22, Project46, Far From Alaska, Esteban, Sala Espacial e Zander
Data: 28 de fevereiro de 2015, domingo
Local: Espaço Victory
End: Rua Major Ângelo Zanchi, 825 – Penha (ao lado do Metrô Penha)
Hora: das 10 às 23 horas
Classificação: Menores de 12 anos somente acompanhados do responsável
Abertura da casa: 1h antes do início do evento
Acesso para deficientes.
Valores: R$ 40,00 (1° lote/pista comum) | R$ 50,00 (2° lote/pista comum)| R$ 100,00 (pista vip premium – apenas 100 pessoas)
Ingresso online: www.ticketbrasil.com.br | www.sampamusicfestival.com.br
Pontos de venda: São Paulo, São Bernardo do Campo, Santo André e Guarulhos
- Não será permitida a entrada de pessoas portando qualquer tipo de alimento, bebidas e objetos cortantes. Chapelaria: R$ 5,00
Imprensa: press@theultimatemusic.com

Balança comercial surpreende e fecha 2015 com superávit de US$ 19,7 bilhões

 A balança comercial brasileira superou as expectativas e fechou o ano de 2015 acumulando um superávit de US$ 19,7 bilhões, quase US$ 5 bilhões acima das previsões iniciais. Este resultado pode ser explicado tanto pela desvalorização cambial, que encarece as importações e estimula as exportações, quanto pela recessão econômica que o país atravessa, que reduz a compra de produtos importados. Essa combinação levou a uma retração de 38,7% nas importações, enquanto as exportações caíram apenas 4%, influenciadas pela queda no preço das commodities (ambas comparações do resultado de dezembro/2015 com dezembro/2014). Outra boa notícia é que a participação dos manufaturados na pauta exportadora voltou a crescer, passando de 35,6% da pauta total, em 2014, para 38,1%, em 2016. Essa alta é explicada em parte pela desvalorização cambial, que melhora a competitividade de nossos produtos manufaturados em mercados mais próximos, como os latino-americanos. Em segundo lugar, a queda acentuada no preço dos produtos básicos contribuiu para estes perderem espaço na pauta exportadora.
Comentário: A recuperação da balança comercial brasileira afasta quase definitivamente a possibilidade de uma crise de balança de pagamentos num horizonte previsível. A redução do déficit em transações correntes, somada à contínua entrada de investimentos diretos no país e ao amplo colchão de liquidez em dólar existente nas reservas internacionais, garante certa tranquilidade para o país atravessar a crise atual sem maiores preocupações com seus passivos externos. Ao contrário, a desvalorização recente da taxa de câmbio não só melhorou o desempenho da balança comercial e de serviços, como também reduziu o endividamento público no conceito líquido, uma vez que as reservas cambiais brasileiras passaram a valer mais em real, abatendo parte maior dos passivos brasileiros. O problema é que, mesmo com a aceleração da recuperação do setor externo, ele não será suficiente para promover o crescimento econômico do país, dada sua pequena contribuição para o PIB. Evidentemente, as exportações podem servir como apoio a um movimento de recuperação dos investimentos, em particular em setores localizados, mas se mostra insuficiente para promover uma recuperação sustentada da economia brasileira num prazo razoável. Sendo assim, além de continuar promovendo as exportações e a recuperação da competitividade internacional dos produtos brasileiros, se faz necessário encontrar outras fontes de demanda autônoma internas, que sejam capazes de reanimar o “espírito animal” dos empresários e os mobilizem a retomar a produção e o investimento. Neste sentido, os investimentos em infraestrutura se mostram um importante instrumento de política econômica, por representarem uma fonte de demanda autônoma que melhora a competitividade das empresas brasileiras, gera milhares de empregos e ajuda diversos setores a terem a demanda garantida de que necessitam para planejar melhor seus investimentos.

Programação semanal James de 06 a 09 de Janeiro/2016

PROGRAMAÇÃO SEMANAL JAMES
DE 06 A 09 DE JANEIRO/2016

QUARTA 06.jan: 22h
DJs residentes Ale Dantas, Claudia Bukowski e Pablo Busetti.
DJs convidados Samuel e Edwy.
DOUBLE HEINEKEN LONG NECK , até as 24h.
DOUBLE DRINK de destilados nacionais, até 1h.
50% DE DESCONTO na entrada, até as 23h.
R$ 15.

QUINTA 07.jan: 22h
DJs residentes Alexandre Bogus, Renan Mendes e Vini Del Cruz.
DJs convidados Alex Pasternak (EUA) e André Sakr (EasyTiiger/SC).
R$ 20.

SEXTA 08.jan: 22h
DISCOTRAXX edição Fresh New Music
DJs Ale Dantas, Claudinha Bukowski, Denis James e Renata Worst.
DRINK GRATUITO Moscow Mule para cada cliente que entrar até as 23h.
DOUBLE DRINK de Jägerbomb, entre as 23h e 1h.
RODADAS DE SHOTS DE TEQUILA EL JIMADOR, nos balcões dos bares, ao longo da noite.
ENTRADA PROMOCIONAL a R$ 15 até as 23h; R$ 20, entre as 23h e 24h; e R$ 25 após.

SÁBADO 09.jan: 22h
DJs residentes Ale Dantas, Celso Ferreira e Denis James.
DOUBLE VODKA COM ENERGÉTICO entre as 22h e 24h.
DOUBLE SHOTS DE VODKA, na garrafa, ao longo da noite.
R$ 30.

* Todas as infos e releases sobre nossa programação estão disponíveis em nosso site www.barjames.com.br.
*PROGRAMAÇÃO SUJEITA A ALTERAÇÃO SEM AVISO PRÉVIO.

Av. Vicente Machado, 894. Curitiba/PR. (41) 3222-1426. Formas de pagamento: Todos os cartões de débito e crédito Amex, Diners, Master, Visa e Visa Vale-Refeição.

ROCK E SOUL AGITAM FIM DE SEMANA DO SHERIDAN'S


 
O agito é garantido no fim de semana do Sheridan's Irish Pub, com seis bandas indo do rock clássico ao atual, com pitadas de groove. No sábado (8), sobem ao palco as bandas Crossover com pop rock, Cosmic Fever apostando no soul, e Banks com seu repertório de rock britânico. Já no domingo (9), Hotel Casino começa a noite com rockabilly e toques de jazz, seguidos por BET3 com clássicos do rock e Audiophone no pop rock. A casa abre nestes dias às 19h, com shows a partir das 20h30.
 
 
SHERIDAN'S IRISH PUB
 
DATA: Sexta-feira, 8 de janeiro
HORÁRIO: 19h
BANDAS: Crossover + Cosmic Fever + Banks
 
DATA: Sábado, 9 de janeiro
HORÁRIO: 19h
BANDAS: Hotel Casino + BET3 + Audiophone
 
ENTRADA: feminina R$ 5 até 21h, após R$ 10, masculina R$ 25 a noite toda
ENDEREÇO: Rua Bispo Dom José, 2315 – Batel, Curitiba - PR
INFORMAÇÕES: (41) 3343-7779 | www.sheridansirishpub.com.br

Cinemateca tem programação especial da 34ª Oficina de Música



A partir da próxima quinta-feira (7), a Cinemateca de Curitiba exibe filmes de temática musical dentro da agenda da 34ª Oficina de Música de Curitiba. A programação especial é gratuita e acontece até o dia 27 de janeiro. 
Serviço:
Data(s): 07/01/2016 a 27/01/2016 – 3ª, 4ª, 5ª e 6ª feira, sábado e domingo
Horário(s): 19h – exceto dia 16 (19h30)
Local: Cinemateca de Curitiba
Endereço: Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174 – São Francisco 
 
Confira a programação
07 e 08/01 

OS DESAFINADOS (2008, 138’)
Década de 60. Joaquim, Dico, Davi e PC são jovens músicos e compositores, que partiram para Nova York em busca de sucesso. Lá eles formam um grupo, chamado Os Desafinados, e integram o movimento que lançou a bossa nova. Ao longo dos anos eles acompanham o cenário político e musical do Brasil.
Direção: Walter Lima Jr.
Elenco: Rodrigo Santoro, Claudia Abreu, Selton Mello, Ângelo Paes Leme, André Moraes.
Classificação: 12 anos

09, 10 e 24/01
TODAS AS MANHÃS DO MUNDO (Tous le Matins du Monde, França, 1991, 99’)
A história do compositor Sainte-Colombe, obcecado pelo perfeccionismo de sua criação artística e seu ambicioso aluno, que não mede esforços para se tornar famoso e rico. Bela fotografia e trilha sonora de grande sensibilidade.
Direção: Alain Corneau 
Elenco: Anne Brochet, Carole Richert, Caroline Sihol, Gérard Depardieu, Guillaume Depardieu, Jean-Pierre Marielle
Classificação Indicativa: 12 anos

12 e 13/01
COISA MAIS LINDA – HISTÓRIA E CASOS DA BOSSA NOVA (2005, 128’)
Um painel histórico, musical e informativo, sobre como ocorreu o movimento musical chamado Bossa Nova, que teve início nos anos 50 e atingiu seu ápice em 1962, com a confirmação de sua internacionalização.
Direção: Paulo Thiago
Classificação: Livre

14 e 15/01
LOKI – ARNALDO BATISTA (2008, 121’)
Documentário biográfico sobre a vida e a obra de Arnaldo Baptista, que foi o líder e fundador da banda Os Mutantes, uma das bandas brasileiras mais conhecidas e também parte fundamental do movimento conhecido como Tropicália. Os altos e baixos do grupo, a saída de Rita Lee, e também depoimentos de pessoas como Sean Lennon, Kurt Cobain e Devendra Banhart, todos grandes admiradores dos Mutantes.
Direção: Paulo Henrique Fontenelle
Classificação: Livre

16/01 
RODRIGO HERRMANN – VIDA E OBRA (2015, 15’)
Este documentário de curta metragem investiga a vida pessoal e artística de Rodrigo Herrmann, organista, compositor, crítico musical, professor, regente e improvisador, que nasceu na Cidade de São Paulo (SP), em 18 de janeiro de 1916 e faleceu em Curitiba (PR), em 19 de novembro de 1971. 
Através de entrevistas com seus herdeiros, fotos de família e suas obras, desvendamos a curta, porém deslumbrante vida deste artista que deixou sua marca na música sacra paranaense.
Direção: Elisa Herrmann
Classificação: Livre 
Horário: 19h30

17 e 19/01
CARTOLA – MÚSICA PARA OS OLHOS (2006, 88’)
Documentário sobre um dos compositores mais importantes da música brasileira. A história do samba a partir de um dos seus expoentes mais nobres. Utilizando linguagem fragmentada, o filme traça um painel da formação cultural do Brasil, convidando a uma reflexão sobre a construção da memória do país. O retrato de um homem que se reconstruía com seu tempo.
Direção: Hilton Lacerda e Lírio Ferreira
Elenco: Marcos Paulo Simião
Classificação: 10 anos

20 e 21/01
É SIMONAL (1970, 87’) e o curta-metragem HIP HOP SP (1990, 11’)
É SIMONAL: Fã de Wilson Simonal viaja para o Rio de Janeiro para encontrar seu ídolo. Passando-se por jornalista, a moça consegue se aproximar do cantor durante um ensaio. A comédia musical reúne ainda imagens antológicas do artista em shows na boate Sucata e no Maracanãzinho.
Direção: Domingos Oliveira
Elenco: Wilson Simonal, Irene Stefânia, Carlos Kroeber, Edson Arantes do Nascimento (Pelé), Irma Álvarez, Jorge Dória, Marília Pêra, Milton Gonçalves, Milton Moraes
Sinopse HIP HOP SP: Aspectos da violência urbana de São Paulo e da vida da juventude negra integrante do movimento hip-hop da cidade, observados a partir da música, da dança e dos grafites.
Direção: Francisco César Filho
Narração: Antonio Abujamra
Classificação: 12 anos

22 e 23/01
CARMEN (1983, 102’)
Uma trupe de dançarinos de flamenco estão ensaiando uma nova apresentação. Antonio, o coreógrafo da equipe se apaixona por Carmen, a bailarina principal – tirando o foco do resultado final.
Direção: Carlos Saura
Elenco: Antonio Gades, Laura del Sol, Paco de Lucía
Classificação: 14 anos

26 e 27/01
CARNAVAL ATLÂNTIDA (RJ, 1952, p&b, 92’)
Xenofontes, um sisudo professor de mitologia grega, é contratado pelo produtor Cecílio B. de Milho como consultor da adaptação do clássico Helena de Tróia para o cinema. Ao mesmo tempo, dois empregados do estúdio, que trabalham como faxineiros, sonham em transformar o épico grego numa comédia carnavalesca.
Direção: José Carlos Burle
Classificação: 10 anos