quarta-feira, 7 de maio de 2014

CAIXA CULTURAL CURITIBA APRESENTA RECITAL RARO DE LIRA VIOLA






Repertório da musicista alemã Friederike Heumann foi criado especialmente para ser apresentado no projeto Solo Música



A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, no dia 13 de maio (terça-feira), às 20 horas, um recital raro de lira viola feito pela alemã Friederike Heumann especialmente para a série Solo Música. No Brasil, pouca gente conhece a lira viola, um instrumento de arco, da mesma família da viola da gamba, que nos séculos XVI e XVII foi muito popular na Inglaterra, chegando a ser considerado um instrumento de uso doméstico.



A artista apresentou-se com alguns dos principais grupos de Música Antiga do mundo e, para o projeto Solo Música, aceitou o desafio de tocar somente lira viola. No programa, obras de William Corkine, principal compositor para o instrumento, que em 1612 publicou livro com músicas para lira viola solo, inseridas no The Second Book of Ayres, além de peças anônimas que surgiram no The Manchester Gambá Book. “Trata-se de um programa ao qual pouca gente tem acesso porque são poucos os músicos que se dedicam à lira viola”, destaca Alvaro Collaço, produtor e curador da Série.



A artista:

Friederike é professora no Conservatório de Música de Würzbur, na Alemanha. Estudou viola da gamba com Jordi Savall e Paolo Pandolfo na Schola Cantorum Basiliensis. Posteriormente, recebeu bolsa da Cité Internationale des Arts, de Paris, onde viveu por vários anos. Apresentou-se em toda a Europa, Canadá, Brasil, Japão, Estados Unidos e Israel como solista e musicista convidada de inúmeros grupos, entre eles: Hesperion XXI e Le Concert des Nations, Concerto Vocale, Le Concert d’Astrée, Les Arts Florissants, Lucerne Festival Orchestra (sob regência de Claudio Abbado), Bayerische Staatsoper, Symphonieorchester des Bayerischen Rundfunks, Orquestra Sinfônica de Montreal, Deutsches Symphonie-Orchester Berlin e Berliner Barocksolisten.



Com seu próprio conjunto, Stylus Phantasticus, fez aparições em vários festivais europeus executando música instrumental do século 17, em colaboração com as solistas vocais de renome como María Cristina Kiehr, Victor Torres, Roberta Invernizzi, Andreas Scholl e Furio Zanasi. Possui várias gravações em CD, que receberam prêmios e críticas entusiasmadas. Em janeiro de 2012, seu novo solo de gravação, “Il vero Orfeo - Sonatas para viola da gamba por e inspirado por Arcangelo Corelli” foi lançado pelo selo Acento.   



Série Solo Música:

Em 2014, a Série Solo Música amplia seus territórios. Além dos concertos em Curitiba e em Brasília, cidade onde realiza sua segunda temporada, inaugura programação em Fortaleza. O público das três cidades terá a oportunidade de presenciar concertos solo de artistas nacionais e internacionais de estilos bem variados –desde a Música Popular Brasileira e a música clássica até o punk-blues e a música experimental. “Há música para todos os gostos, como sempre ocorreu na Série. A expectativa é que o sucesso dos anos anteriores se repita, seja porque são recitais raros de se ver, seja pela qualidade de todos eles”, enfatiza Collaço.








Serviço:

Show: Solo Música – Friederike Heumann (lira viola)

Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Centro – Curitiba (PR)

Data: 13 de maio de 2014 (terça-feira)

Hora: terça-feira, às 20h

Ingressos: Os ingressos estarão à venda a partir do dia 10 de maio (sábado).  R$ 10 e R$ 5 (meia – conforme legislação e correntista CAIXA)

Bilheteria: (41) 2118-5111. De terça a sábado, das 12h às 20h, e domingo, das 16h às 19h

Classificação etária: Não recomendado para menores de 10 anos

Lotação máxima do teatro: 125 lugares (2 para cadeirantes)

GALERIA EDUARDO FERNANDES TRAZ À SÃO PAULO EXPOSIÇÃO DA 19ª BIENAL DE SIDNEY





Obra de Mikhail Karikis é um dos destaques da Bienal; em São Paulo, o artista apresenta também a obra Sounds of Beneath, no Paço das Artes



Children of Unquiet (vimeo.com/75650194) é o novo projeto de Mikhail Karikis, que surge na região geotérmica Vale do Diabo, Toscana, Itália. Conhecida por sua legendária associação com os infernos de Dante, graças aos vapores que emanam pelas falhas do terreno, esse foi o local onde a produção de energia sustentável surgiu no início da década de noventa. Até pouco tempo cinco mil trabalhadores e suas famílias viviam em uma icônica vila industrial modernista construída nos arredores da estação de energia.



No entanto, a mecanização do trabalho, o desemprego e a falta de oportunidades para os jovens resultou na rápida evasão e abandono da vila. Foi neste complexo contexto natural, histórico e socioeconômico que Mikhail Karikis, exibido na 19ª Bienal de Sidney, e, a partir do dia 8 de maio, na Galeria Eduardo Fernandes, em São Paulo.

O artista, junto aos filhos das famílias remanescentes orquestrou uma ocupação de crianças em uma aldeia de trabalhadores abandonada ao 1ongo de 18 meses. Em seu filme, jovens de 5 a 12 anos de idade desvendam o local e transformam terras inférteis em playgrounds, reúnem-se em meio as ruínas para ler sobre a filosofia do amor de Antionio Negri e Adriana Cavarer e cantam nos vaporosos terrenos baldios ao som dos geysers.

Contrapondo-se aos prédios vazios e à poeira que caracteriza a opacidade do lugar, cores fortes surgem dos vestuários das crianças que foram confeccionados pelo próprio artista. É importante ressaltar que a questão das roupas deixa de ser somente estética quando Karikis levanta o debate sobre a publicidade infantil manifesta na indústria da moda voltada pra jovens.

Além disso, em um workshop com o artista, as crianças produziram desenhos  baseados na ideia que fazem de como a aldeia será no futuro. Karikis instalou esses desenhos nas casas abandonadas e criou uma série de fotografias que justapõe a imaginação das crianças e o cenário distópico.

Ao capturar essa perspectiva de futuro, o projeto cria um universo utópico através do resgate do conceito de comunidade. Isso só é possível por meio da liberdade inerente que faz parte do olhar dessas crianças, capaz de gerar possibilidades inesperadas que vem de encontro às tradições de um mundo já cansado. A obra promove e retrata uma fusão entre o fracasso da ilusão de uma geração e os sonhos da geração que a sucede e dá aos jovens a oportunidade de sonhar e recriar o espaço em que vivem para além da dominação política e econômica em que estão submetidas.

Children of Unquiet gera a oportunidade para a expressão individual e comunitária, afirmando a ligação da geração mais jovem com o local de sua infância, desafiando narrativas de migração obrigatória que os dominam e sugerindo diferentes futuros possíveis, desejados ou imaginados.

O Artista

Mikhail Karikis é grego, baseado em Londres, e sua criação emerge da investigação constante do papel do som e da voz humana na elaboração de um senso de coletividade. Para o artista esse conceito é o que caracteriza as vidas das pessoas e suas identidades profissionais, junto aos desafios da dominação política e das convenções culturais. Sua obra abrange vídeo-instalação, fotografia, desenho, música e performance.

Karikis participou da 19ª Bienal de Sidney (2014) e das exposições Assembly, no Tate Britain (2014); Aichi Triennale, no Japão (2013); noLatitude Festival (2013), na Inglaterra; Manifesta 9, na Bélgica (2012) e do Danish Pavillon, na 54ª Bienal de Veneza (2011).

A mesma exposição também acontece simultaneamente na 9th Biennale of Sydney.Além disso,  Karikis foi convidado para exibir a obra Sounds of Beneath, no Paço das Artes. A obra foi concebida a partir de um coro de carvoeiros escolhidos para repetir e vocalizar os sons que eles ouvem enquanto trabalham na mina. Na sequência, Karikis convidou o artista Uriel Orlow para colaborar em um vídeo que representa uma desoladora mina de carvão no Sul da Inglaterra que renasceu por meio da música.

A mina se transforma em um anfiteatro ressoando sons, como explosivos e alarmes, entoados pelo Snowdown Colliery Male Voice Choir, da Inglaterra.

Children of Unquiet, de Mikhail Karikis

Abertura: 8 de maio de 2014, a partir das 19h

Visitação: de 8 de maio a 16 de junho

De terça a sexta, das 10h às 19h

Sábados, das 10 às 18h

Galeria Eduardo Fernandes

Rua Harmonia, 145, Vila Madalena, São Paulo

Telefones: 11 3812-3894 /11 3032-6380

www.galeriaeduardohfernandes.com

Em visita ao Brasil o pensador e psiquiatra italiano Mauro Maldonato traça diálogo entre as tendências da neurociência e da psiquiatria contemporânea com as questões da condição humana na filosofia.








Explorador do Mistério



Em visita ao Brasil, autor exclusivo das Edições Sesc São Paulo, o pensador e psiquiatra italiano Mauro Maldonato traça diálogo entre as tendências da neurociência e da psiquiatria contemporânea com as questões da condição humana na filosofia.



Poucos são os autores contemporâneos que conseguem reunir em seus escritos ampla interlocução com os diversos campos intelectuais para a investigação humana, seja ele filosófico, artístico e científico. Diálogo este - sob a luz dos saberes atuais - que se propõe o psiquiatra e pensador italiano Mauro Maldonato, que lança, pelas Edições Sesc São Paulo, no mês de maio, o seu novo livro Da mesma matéria que os sonhos: sobre consciência, racionalidade e livre-arbítrio. Nesta oportunidade, Maldonato promoverá os relançamentos de A Subversão do Ser e Raízes Errantes, este último com prefácio de Edgar Morin. As duas obras ganharam revisão ampliada, novo design de capa e orelhas escritas pelo crítico literário Manuel da Costa Pinto e pela Profa. Zilda Iokoi, da FFLCH - USP.



Em sua última visita ao país, em 2012, para o lançamento de Passagens de Tempo(2012), o peculiar traço de um investigador da alma humana, que não abandona as referências de outras ciências e saberes, articula-se no livro a partir da preocupação com a corporeidade como crítica na questão do tempo.  Foi assim, também, em Raízes Errantes(2004), livro em que o caminho do pensamento se entrecruza com referências literárias e poéticas, desde Eugenio Montale, Giacomo Leopardi, Marcel Proust e Fernando Pessoa e a música de Franz Schubert e Richard Wagner. Em A subversão do ser(2001), por exemplo,a sua experiência na clínica fenomenológica adentra um dos temas mais instigantes – e importantes – da contemporaneidade, a questão da alteridade/identidade.



Com prefácio do jornalista científico e editor-chefe da revista Scientific American Brasil Ulisses Capozzoli e orelha de Dr. Ricardo Pietrobon da Duke University -Department of Medicine, Da mesma matéria que os sonhos: sobre consciência, racionalidade e livre-arbítrio, é uma reunião de ensaios e artigos escritos para publicações reconhecidas na área das ciências como a Scientific American e a Mente & Cérebro. No novo título, Maldonato se debruça – sem, contudo, abandonar a sua formação crítica em Filosofia - sobre os atuais estudos do cérebro humano nas neurociências.



O livro será lançado em duas datas. Dia 20 de maio, terça-feira, às 19h30,na Livraria da Vila (unidade Lorena), com um bate-papo acompanhado pelo crítico literário Manuel da Costa Pinto e no dia 28 de maio, quarta-feira, às 20h,na Casa do Saber, com um bate-papo com o público e sessão de autógrafos. Em ambas as ocasiões, os livros A subversão do ser e Raízes errantes ganham, pelas Edições Sesc São Paulo, segunda edição e relançamento. O autor ainda participa do Simpósio Sesc de Atividades Físicas Adaptadas 2014, com a conferência inaugural “Entre consciência e mundo: a fronteira enigmática do corpo”, no Sesc São Carlos, dia 14 de maio, quarta-feira,às 20h30. No dia 16 de maio, sexta-feira, participa do Salão de Ideias da14ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto com a palestra "O tempo presente - perspectivas éticas, políticas e culturais para o século XXI”, às 20h30. Dias 23 e 24 de maio, o autor ainda participa do evento Educar Educador com as palestras "Carta para um jovem de amanhã: em um mundo de opiniões procura a verdade”, sexta-feira, às 14h30 e "No futuro a escola será como a de hoje?", sábado, às 14h30,no Imigrantes Exhibition & Convention Center. E ainda conversa com o público sobre os livros no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc, dia 29 de maio, quinta-feira, às 19h30.



FICHA TÉCNICA:



*Da mesma matéria que os sonhos: sobre consciência racionalidade e livre-arbítrio

*A Subversão do Ser

*Raízes Errantes



Autor: Mauro Maldonato

Consultoria editorial: Nurimar Falci

Tradução:Roberta Barni

Editora: Edições Sesc São Paulo
ISBN Da mesma matéria que os sonhos: 978-85-7995-089-6

ISBN A Subversão do Ser: 978-85-7995-088-9

ISBN Raízes Errantes: 978-85-7995-087-2


As publicações das Edições Sesc São Paulo podem ser adquiridas em todas as unidades Sesc SP (capital e interior), nas principais livrarias e também pelo portal www.sescsp.org.br/loja.

SERVIÇO COMPLETO:

Lançamento de “Da mesma matéria que os sonhos: sobre consciência, racionalidade e livre-arbítrio” e relançamentos de “Raízes Errantes” e “A subversão do ser”.



Livraria da Vila – Lorena

Dia 20 de maio (terça-feira)

Bate papo com o crítico literário Manuel da Costa Pinto.

Horário:18h30 às 21h30

Local:Livraria da Vila – Alameda Lorena, 1731.

Informações: Na ocasião haverá sessão de autógrafos com o autor.



Casa do Saber

Dia 28 de maio (quarta-feira)

Bate papo com o público.

Horário: 20h

Local: Casa do Saber – Rua Dr. Mário Ferraz, 414.

Informações: Na ocasião haverá sessão de autógrafos com o autor.



EVENTOS:



Simpósio SESC de Atividades Físicas Adaptadas 2014

Dia 14 de maio (quarta-feira)

Horário: 20h30

Local:SESC São Carlos – Av. Comendador Alfredo Maffei, 700

Informações: Conferência inaugural “Entre consciência e mundo: a fronteira enigmática do corpo”.



14ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto

Dia 16 de maio (sexta-feira)

Horário:20h30

Local:Teatro Municipal de Ribeirão Preto - Praça Alto do São Bento s/nº

Informações:Palestra "O tempo presente - perspectivas éticas, políticas e culturais para o século XXI”.



Educar Educador

Dias 23 e 24/05 (sexta e sábado)

Palestra "Carta para um jovem de amanhã: em um mundo de opiniões procura a verdade" (sexta, às 14h30)

Palestra "No futuro a escola será como a de hoje?" (sábado, às 14h30)

Local: Imigrantes Exhibition&Convention Center - Rodovia dos Imigrantes, km 1,5



Centro de Pesquisa e Formação - Sesc SP

Dia 29/05 (quinta-feira)

Palestra “A arte de falar em público”

Horário: 19h30

Local:Sesc Vila Mariana - Rua Pelotas 141 – 5º andar da Torre A.





TRAJETÓRIA E OBRA DO AUTOR

A reedição de A Subversão do Ser e Raízes Errantes, e a publicação de Da Mesma Matéria que Os Sonhos apresentam uma etapa crucial no caminho intelectual e de pesquisa de Mauro Maldonato.

Num diálogo intenso entre Psiquiatria e Filosofia, Neurociências e Literatura o autor procura mostrar como a razão e a fantasia, o sentimento e a imaginação não se contrapõem, mas são parte essencial da natureza humana.

Suas pesquisas constituem uma viagem por territórios desconhecidos da modernidade até as extremas consequências da mutação da identidade humana, conceito indeciso, incerto, enigmático, impensado ainda. Combinando visões da literatura, da filosofia, da epistemologia e da psicanálise, o autor discute também as relações entre o eu e o outro, a linguagem e o lugar, a origem e o desenvolvimento do conceito de tolerância, iluminando os principais paradigmas culturais de nosso tempo.

Maldonato afirma a necessidade urgente de reconsiderar a ciência. Ele propõe uma nova concepção da objetividade científica que evidencia o caráter complementar e não contraditório das ciências experimentais e das ciências humanas. Não se trata de outro tipo de ciência nem do questionamento da tradição clássica das neurociências. É, antes, a tentativa de renovar- mas indo além - o objeto da pesquisa naquela mesma tradição mediante uma linguagem que torne compreensíveis os processos e os eventos que as ciências cognitivas tradicionais definiram até aqui por meio de descrições.

Conhecedor profundo do cérebro e da mente humana, o autor desmistifica de um lado a retórica das ciências humanas para liberá-la da própria solidão; e do outro, critica a ideia da ciência que se pretende objetiva e mera conhecedora dos fatos.



SOBRE MAURO MALDONATO



Professor no Departamento das Culturas Europeias e do Mediterrâneo na Universidade Della Basilicata, o pensador e psiquiatra, Mauro Maldonato, estudou na Universidade La Sapienza (Roma), na Federico II (Nápoles), na London SchoolofEconomics (Londres) e na Écoledes Hautes Études em Sciences Sociales (Paris). Foi professor visitante na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), na Universidade de São Paulo (USP) e na Duke University (EUA). Atualmente, dirige o Cognitive Science Studies for theResearchGroup, na Duke University. Diretor científico da Settimana Internazionale dela Ricerca, é autor e curador de livros e artigos científicos publicados na Inglaterra, nos Estados Unidos, no Brasil e na Itália.

Tem participado como conferencista em vários seminários e congressos internacionais, dentre os mais recentes destacamos: a Conferenceon Time e FirstInternationalConference in Sport PschologyandEmbodiedCognition. UAE _ United Arabe Emirates University em Dubai, Abu Dhabi.

No Brasil, é colaborador das revistas Scientific American e Mente e Cérebro, e tem sido convidado a participar como conferencista de vários seminários e congressos dentre os quais destacamos: o “XI Congresso Internacional de Tecnologia e Educação”, que aconteceu no Recife, em setembro de 2013 , e o Seminário Internacional "Fronteiras em movimento: Deslocamentos e outras dimensões do vivido", em 2012, uma realização da FFLCH USP do e Centro Cultural Banco do Brasil, sobre o tema: "No mundo como estrangeiros: histórias de identidades e culturas em trânsito".

www.mauromaldonato.it



SOBRE EDIÇÕES SESC SP

Segmento editorial do SESC, as publicações das Edições SESC SP são pensadas e construídas em um longo processo de maturação e discussão, justamente por estarem envolvidas em projetos de largo alcance. As Edições SESC SP têm em seu catálogo publicações nas áreas de cultura, artes, esportes, ciências sociais, educação, filosofia, terceira idade e história.Muitos desses trabalhos articulam-se em diversas mídias, para atender aos anseios de um público interessado em informações plurais, que podem vir de diferentes recursos multimídia, integrando texto, áudio e vídeo. Seu projeto gráfico, muitas vezes arrojado e experimental, constitui-se também em um campo para a criação. Com o intuito de expandir seu campo de ação, atendendo a um público cada vez maior, o SESC firma-se cada vez mais como uma importante referência em publicações culturais no país.

 

Tradução de Nicolas Guillén, feita por Urda Alice Klueger

BARES

Autor: Nicolas Guillén – (poeta cubano) escrito em 1958

Tradução: Urda Alice Klueger – (brasileira) traduzido em 2006


Amo os bares e botequins

Junto ao mar
Onde a gente conversa e bebe
Só por beber e conversar.

Donde João Ninguém chega e pede
Seu trago básico
E estão João Bronco e João Navalha
E João Narizes e até João
Simplório, e só, e simplesmente
João.

Ali a branca onda
Bate de amizade; uma amizade de povo, sem retórica,
Uma onda de: “ Oi, como estás?”
Ali cheira a peixe
A mangue, a rum, a sal
E a camisa suada posta a secar ao sol. 

Busca-me, irmão, e me acharás
(em Havana, no Porto,
Em Jacmel, em Shangai)
com a gente simples
que só por beber e conversar
povoa os bares e botequins
junto ao mar.

Roy Ellis, ícone do reggae inglês, se apresenta pela primeira vez no Brasil dia 10 de maio no Clash Club


O Clash Club traz, pela primeira vez ao Brasil, um dos maiores nomes do reggae mundial, Roy Ellis. A apresentação faz parte do projeto Babylon's Burning, direcionado, como o próprio nome sugere, ao reggae, ska e gêneros originários da Jamaica. 

Conhecido como Mr. Symarip, Roy Ellis foi o frontman de uma das primeiras bandas inglesas de reggae no final dos anos 60, o Symarip. Com todos os integrantes de descendência jamaicana, o Symarip foi uma das pioneiras do skinhead reggae.

No repertório do show, sucessos de todas as fases da carreira da banda, que no decorrer dos anos mudou de nome algumas vezes para The Pyramids, The Bees, Seven Letters e Zubaba.

Os argentinos do The Crabs Corporation abrem a noite e a discotecagem fica por conta do SoundSystems Stereo All Stars, Move On  Sounds e DJ Bruno Felix.

Serviço
Festa: Babylon's Burning - Edição Especial
Show: Roy Ellis
Abertura: The Crabs Corporation (Argentina)
DJs: SoundSystems Stereo All Stars, Move On  Sounds e DJ Bruno Felix.
Local: Clash Club - Rua Barra Funda, 969 - Barra Funda - São Paulo/SP
Data: 10 de maio (sábado)
Horário: 18h
- Ingressos Antecipados:
Pista: R$60 (Promocional/Meia-entrada)
Camarote: R$160 (Promocional/Meia-entrada)
Locais de venda: 
Loja Johnny Be Good - Rua 24 de Maio, 116 - Galeria Presidente, loja 14 e 19 - Telefone: (11) 3223-3492
Rock'n'Roll Burger - Rua Augusta, 538 - São Paulo/SP - Telefone (11) 3255 0351
Venda Online: http://bit.ly/1hb98Lx
Informações: http://www.clashclub.com.br/ Tel: (11) 3661-1500
Aceita os cartões: AE, D, E, M e V
Capacidade: 500 pessoas
Censura: 18 anos
Estacionamento: R$20

Sobre o Clash Club:
Localizado na Barra Funda em um antigo galpão da década de 30, o Clash Club foi inaugurado em março de 2007 e, ao longo dos anos, se firmou como uma das principais casas noturnas de São Paulo, com espaço para shows dos mais variados estilos de grandes artistas nacionais e internacionais. Já passaram pelo clube mais de 1.500 artistas, tocando para aproximadamente 1 milhão de pessoas nas festas e shows realizados. Recém reformado, o Clash ganhou ar de reinauguração, desde a remodelação da entrada e saída, do mezanino, novos sistema de ar condicionado, camarotes com banheiros exclusivos e outros bares internos.

Vintage Culture toca no Clash Club dia 09 de maio



Na próxima sexta, 09 de maio, o Vintage Culture, sensação do deep house nacional, volta ao Clash para mais uma apresentação. O jovem DJ e produtor, Lukas Ruiz, o homem por trás do projeto Vintage Culture, tem forte influência de artistas como Depeche Mode, New Order e Petshop Boys. Sua proposta é misturar a estética sonora dos anos 80 com as novas tendências da música eletrônica. Se apresentam na mesma noite: Du Serena vs. Dahan, Lucas Magalhães e RDT. Mulheres com nome na lista entram VIP.

Serviço
Festa: Warm Up Tribe
Line Up: Vintage Culture, Du Serena vs. Dahan, Lucas Magalhães e RDT
Local: Clash Club - Rua Barra Funda, 969 - Barra Funda - São Paulo/SP
Data: 09 de maio (sexta)
Horário: 23h
Preço:
- PISTA
Mulheres:
Com lista: VIP
Sem lista: R$20 entrada ou R$40 consumação
Homens:
Com lista: R$35 entrada ou R$70 consumação
Sem lista: R$45 entrada ou R$90 consumação
Informações e lista: http://www.clashclub.com.br/
Reservas de camarotes pelo e-mail: camarote@clashclub.com.br
Aceita os cartões: AE, D, E, M e V
Capacidade: 500 pessoas
Censura: 18 anos
Tel: (11) 3661-1500
Estacionamento: R$20

Sobre o Clash Club:
Localizado na Barra Funda em um antigo galpão da década de 30, o Clash Club foi inaugurado em março de 2007 e, ao longo dos anos, se firmou como uma das principais casas noturnas de São Paulo, com espaço para shows dos mais variados estilos de grandes artistas nacionais e internacionais. Já passaram pelo clube mais de 1.500 artistas, tocando para aproximadamente 1 milhão de pessoas nas festas e shows realizados. Recém reformado, o Clash ganhou ar de reinauguração, desde a remodelação da entrada e saída, do mezanino, novos sistema de ar condicionado, camarotes com banheiros exclusivos e outros bares internos.

19/5 GRÁTIS MYRNA SOU EU NO TEATRO DA BIBLIOTECA MÁRIO DE ANDRADE





Peça inaugura

Teatro da Biblioteca Mário de Andrade

no próximo dia 19 de maio, às 19h,

com apresentação gratuita.



MYRNA SOU EU

Consultório Sentimental de Nelson Rodrigues



72.jpg

Adaptação, Roteiro e Direção: Elias Andreato

Interpretação: Nilton Bicudo



O ator Nilton Bicudo está feliz em inaugurar o Teatro da Biblioteca Mário de Andrade no próximo dia 19 de maio,  segunda-feira, às 19h, com a peça Myrna sou Eu, sucesso dirigido por Elias Andreato, que continua em cartaz em São Paulo, aos sábados, no Teatro Eva Herz.



Nelson Rodrigues dizia que se as pessoas falassem o que fazem entre quatro paredes, ninguém mais se cumprimentava. Nelson escreveu por anos no Correio da Manhã, as crônicas em que assinava Myrna, e tentava falar direto aos corações femininos e suas dilacerantes dúvidas.



Os homens, na verdade, são os personagens principais dessas crônicas, pois é sobre seu comportamento que Myrna  raciocina junto ao público.



Para dar voz a essa mulher que tenta entender os homens, o ator Nilton Bicudo lança mão de sua alma feminina e sobe ao palco.



Um monólogo, ora engraçado, ora comovente, onde Myrna  responde as perguntas que suas ouvintes lhe mandam no programa de Rádio, chamado Consultório Sentimental. Dar voz a Nelson, em sua lucidez e coragem.



Myrna sou Eu

Peça inaugura o Teatro da Biblioteca Mário de Andrade

Data: dia 19 de maio, segunda-feira, às 19h.

Recomendado: 12 anos

Duração: 70 min.

Capacidade: 175 lugares

Entrada Gratuita

Haverá distribuição de senhas uma hora antes do espetáculo.  Entradas estão sujeitas à lotação.
Biblioteca Mário de Andrade
Rua da Consolação, 94
Próximo às estações Anhangabaú e República do Metrô
Telefone:  11 3775-0002

LUIZ CARLOS AMORIM E URDA ALICE KLUEGER FAZEM LANÇAMENTO NA FEIRA CATARINENSE DO LIVRO EM FLORIANÓPOLIS




Neste dia 8 de MAIO, as 15 horas, os escritores LUIZ CARLOS AMORIM e URDA ALICE KLUEGER terão uma tarde de autógrafos na Feira Catarinense do Livro, no Largo da Alfândega - Florianópolis. Amorim estará lançando os livros "FLEXA DOURADA" - infanto juvenil com ilustrações de Solange Gerloff e O RIO DA MINHA CIDADE - crônicas, menção honrosa nos Prêmios Literários Cidade de Manaus. Urda estará autografando vários título de sua obra, como "Meu cachorro Atahualpa", "Verde Vale", "Cruzeiro do Sul". (em anexo, as fotos das capas). Os lançamentos acontecerão no Stand dos Escritores Catarinenses.

Amorim prepara o lançamento de sua antologia poética em quatro línguas - português, inglês, espanhol e francês - a ser publicada por editora de Portugal, para lançamento na Feira do Livro de Gotemburgo, na Suécia e na Feira do Livro de Londres, além da Feira do Livro de Lisboa, em 2015 e Salão Internacional do Livro de Genebra.


Sobre os autores: Luiz Carlos Amorim é Coordenador do Grupo Literário A ILHA em SC, com 34 anos de atividades e editor das Edições A ILHA, que publicam as revistas Suplemento LIterário A ILHA e Mirandum (Confraria de Quintana), além de mais de 50 livros. Portal do Grupo A ILHA: Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br
Foi eleito a Personalidade Literária de 2011 pela Academia Catarinense de Letras e Artes e ocupa a cadeira 19 da Academia Sul Brasileira de Letras.
Editor de conteúdo do portal PROSA, POESIA & CIA. e autor de 29 livros de crônicas, contos e poemas, três deles publicados no exterior. Colaborador de revistas e jornais no Brasil e exterior, como Jornal do Brasil, Correio do Povo, O Dia, Diário da Manhã, O Estado de Fortaleza, Folha de Pernambuco, etc. – tem trabalhos publicados na Índia, Rússia, Grécia, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Cuba, Argentina, Uruguai, Inglaterra, Espanha, Itália, Cabo Verde e outros, e obras traduzidas para o inglês, espanhol, bengalês, grego, russo, italiano -, além de colaborar com vários portais de informação e cultura na Internet, como Rio Total, Telescópio, Cronópios, Alla de Cuervo, Usina de Letras, etc.
Amorim prepara o lançamento de sua antologia poética em quatro línguas - português, inglês, espanhol e francês - a ser publicada por editora de Portugal, para lançamento na Feira do Livro de Gotemburgo, na Suécia e na Feira do Livro de Londres, além da Feira do Livro de Lisboa, em 2015 e Salão Internacional do Livro de Genebra.
Assina o blog CRÔNICAS DO DIA, em Http://luizcarlosamorim.blogspot.com

Urda Alice Klueger é uma das mais importantes romancistas de Santa Catarina, além de cronista atuante, com vinte e um livros publicados, alguns com mais de dez edições. Seus livros "VerdeVale" e "Cruzeiros do Sul" tornaram-se clássicos da nossa literatura.Publica semanalmente suas crônicas em vários jornais por todo o Brasil.  Acaba de terminar seu doutorado em História. Urda vive em Blumenau e está à frente da Editora Hemisfério Sul.

É membro da Academia Catarinense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, da União Brasileira de Escritores e da Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil.

Participou de várias antologias, foi colaboradora de várias revistas e jornais. Publicou cento e cinqüenta crônicas no jornal A Notícia, de Joinville, aproximadamente cento e trinta no jornal Expresso das Nove, de Açores, Portugal e também foi cronista do jornal Diário Catarinense, de Florianópolis.
LUIZ CARLOS AMORIM E URDA ALICE KLUEGER FAZEM LANÇAMENTO NA FEIRA CATARINENSE DO LIVRO EM FLORIANÓPOLIS

Neste dia 8 de MAIO, as 15 horas, os escritores LUIZ CARLOS AMORIM e URDA ALICE KLUEGER terão uma tarde de autógrafos na Feira Catarinense do Livro, no Largo da Alfândega - Florianópolis. Amorim estará lançando os livros "FLEXA DOURADA" - infanto juvenil com ilustrações de Solange Gerloff e O RIO DA MINHA CIDADE - crônicas, menção honrosa nos Prêmios Literários Cidade de Manaus. Urda estará autografando vários título de sua obra, como "Meu cachorro Atahualpa", "Verde Vale", "Cruzeiro do Sul". (em anexo, as fotos das capas). Os lançamentos acontecerão no Stand dos Escritores Catarinenses.

Amorim prepara o lançamento de sua antologia poética em quatro línguas - português, inglês, espanhol e francês - a ser publicada por editora de Portugal, para lançamento na Feira do Livro de Gotemburgo, na Suécia e na Feira do Livro de Londres, além da Feira do Livro de Lisboa, em 2015 e Salão Internacional do Livro de Genebra.


Sobre os autores: Luiz Carlos Amorim é Coordenador do Grupo Literário A ILHA em SC, com 34 anos de atividades e editor das Edições A ILHA, que publicam as revistas Suplemento LIterário A ILHA e Mirandum (Confraria de Quintana), além de mais de 50 livros. Portal do Grupo A ILHA: Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br
Foi eleito a Personalidade Literária de 2011 pela Academia Catarinense de Letras e Artes e ocupa a cadeira 19 da Academia Sul Brasileira de Letras.
Editor de conteúdo do portal PROSA, POESIA & CIA. e autor de 29 livros de crônicas, contos e poemas, três deles publicados no exterior. Colaborador de revistas e jornais no Brasil e exterior, como Jornal do Brasil, Correio do Povo, O Dia, Diário da Manhã, O Estado de Fortaleza, Folha de Pernambuco, etc. – tem trabalhos publicados na Índia, Rússia, Grécia, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Cuba, Argentina, Uruguai, Inglaterra, Espanha, Itália, Cabo Verde e outros, e obras traduzidas para o inglês, espanhol, bengalês, grego, russo, italiano -, além de colaborar com vários portais de informação e cultura na Internet, como Rio Total, Telescópio, Cronópios, Alla de Cuervo, Usina de Letras, etc.
Amorim prepara o lançamento de sua antologia poética em quatro línguas - português, inglês, espanhol e francês - a ser publicada por editora de Portugal, para lançamento na Feira do Livro de Gotemburgo, na Suécia e na Feira do Livro de Londres, além da Feira do Livro de Lisboa, em 2015 e Salão Internacional do Livro de Genebra.
Assina o blog CRÔNICAS DO DIA, em Http://luizcarlosamorim.blogspot.com

Urda Alice Klueger é uma das mais importantes romancistas de Santa Catarina, além de cronista atuante, com vinte e um livros publicados, alguns com mais de dez edições. Seus livros "VerdeVale" e "Cruzeiros do Sul" tornaram-se clássicos da nossa literatura.Publica semanalmente suas crônicas em vários jornais por todo o Brasil.  Acaba de terminar seu doutorado em História. Urda vive em Blumenau e está à frente da Editora Hemisfério Sul.

É membro da Academia Catarinense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, da União Brasileira de Escritores e da Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil.

Participou de várias antologias, foi colaboradora de várias revistas e jornais. Publicou cento e cinqüenta crônicas no jornal A Notícia, de Joinville, aproximadamente cento e trinta no jornal Expresso das Nove, de Açores, Portugal e também foi cronista do jornal Diário Catarinense, de Florianópolis.

M.Books: História – Guerras e Batalhas



HISTÓRIA
DA PRIMEIRA
GUERRA MUNDIAL
VITÓRIA NA FRENTE OCIDENTAL
de  Martin Marix Evans


PÁGINAS: 216

FORMATO: 17x24


O lançamento da M.books deste mês examina as táticas de combate preferidas pelos alemães e pelos Aliados, em um trabalho conjunto de comando e controle da artilharia, dos tanques, da infantaria e da aviação, que atingiu um nível de sofisticação jamais visto naquela época.

No início de 1918, as inovações técnicas na fabricação de tanques e aviões, e a entrada dos Estados Unidos na guerra, foram decisivas para a derrota da Alemanha em algumas frentes de batalha. A vitória só poderia ser conquistada com o uso imediato da nova e poderosa tática de combate: a “fire-waltz”, a barreira de fogo da artilharia, e do ataque das tropas de choque da infantaria.

Este livro traz o relato das batalhas na França no último ano da Primeira Guerra Mundial, em uma narrativa envolvente com depoimentos vívidos das trincheiras e dos campos de batalha feitos pelos soldados e oficiais de todas as nações, que participaram da guerra. À medida que os exércitos opostos avançavam e recuavam em meio a batalhas em lugares inóspitos e em circunstâncias adversas, Martin Evans mostra a importância dos progressos técnicos e das novas estratégias para derrotar o inimigo.



SOBRE O AUTOR: MARTIN MARIX EVANS: é historiador especialista em temas militares. Além da pesquisa e de trabalhos acadêmicos sobre a Guerra dos Boêres, a Primeira Guerra Mundial e a Segunda Guerra Mundial, Martin trabalhou com pesquisadores locais no campo de batalha de Nasaby por mais de uma década. É autor de Passchendale: The Hollow Victory e Somme 1914-1918: Lessons in War, além de livros sobre a experiência dos Estados Unidos na Primeira Guerra Mundial.



um lançamento
 

13/05 MARCO LUQUE: RESPONSABILIDADE SOCIAL

Marco Luque: Responsabilidade Social


O ator Marco Luque participa do  47º Café Acadêmico da USP
um evento tradicional da (ECA) - USP,
que ocorre há 22 anos e consiste em um bate-papo
informal com uma personalidade da comunicação ou das artes.
Esta edição acontece no dia 13 de maio, terça-feira,
na Cidade Universitária, a partir das 18h45.

Além do valor do convite, R$ 5,00, tanto Luque como os organizadores
pedem 1 kg de alimento não perecível na retirada do ingresso.

As arrecadações serão doadas para Casa do Zezinho,
que cuida de crianças e jovens carentes.


Café Acadêmico:
Quando: 13 de maio, às 18:45
Onde: Tenda Ortega y Gasset – Cidade Universitária – USP
Quanto: R$ 5,00 + 1 kg de alimento não perecível
Para maiores informações: www.agenciaecajr.wix.com/47cafe

História da Humanidade – História Geral



UMA NOVA
HISTÓRIA
DO MUNDO



Lançamento
Abril 2014


PÁGINAS: 320
FORMATO: 17x24

 


Uma Nova História do Mundo é uma visão abrangente, ágil e acessível da história da humanidade.

Inovador em sua apresentação gráfica, nainclusão de 350 ilustrações e na simplicidade de contar a História.


Este livro conta a história da humanidade,desde seu início, há seis ou sete milhões de anos na África, até o mundo complexo e globalizado do século XXI. A história dos homens passa aos nossos olhos com uma profundidade de
conhecimento, que nos permite acompanhar
página a página os acontecimentos que
construíram o mundo atual.

O autor Alex Woolf, com uma linguagem objetiva e abrangente, proporciona ao leitor total compreensão dos termos e dos elementos que compõem este livro.


SOBRE O AUTOR:   Alex Woolf - estudou História na Universidade de Essex. Foi editor durante 15 anos e é escritor há seis. Resultado: mais de 30 livros escritos sobre uma grande variedade de tópicos, como os romanos, os vikings, a Idade Média, a quebra de Wall Street, a Alemanha nazista, as batalhas britânicas
e os confl itos árabe-israelenses.


um lançamento
 

1° Vocalista do AC/DC agendando tour pela América do Sul


Dave Evans desembarca em setembro no Brasil – foto: divulgação
 
Dave Evans, 1° vocalista do AC/DC, é mais uma das grandes estrelas do Rock que irá desembarcar no Brasil ainda este ano. O músico, que foi substituído por Bon Scott em 1974, gravou o single "Can I Sit Next to You, Girl", fez parte do grupo por pouco mais de um ano, está agendando apresentações pelo país.
 
A turnê pela América do Sul ocorrerá entre os dias 17 e 28 de setembro. No repertório, não faltarão músicas dos seus bons trabalhos solo, as duas composições que gravou com os australianos, "Can I Sit Next to You, Girl" e "Rockin' in the Parlour", e clássicos da era Bon Scott.
 
Dave Evans foi fundamental na formação de uma das bandas mais famosas e bem-sucedidas do Mundo. Ao lado de Malcolm Young, Colin Burgess, Larry van Kriedt e Angus Young, caíram na estrada para uma cansativa turnê, lotando casas noite após noite e se tornando uma das bandas de rock mais promissoras e emocionantes na Austrália.
 
Infelizmente, devido a vários atritos e a disputa de ego entre os músicos, uma briga entre Evans e o manager do AC/DC tornaram a excursão insuportável, e uma divisão entre o frontman e os outros integrantes se tornou inevitável. Após isso, integrou a banda Rabbit onde gravou vários álbuns.
 
Atualmente, Dave Evans continua sendo considerado um dos mais artistas mais importantes da velha geração do Rock mundial. O último trabalho lançado pelo cantor se chama “Judgement Day” (2008).
 
Produtores interessados em contratar o espetáculo do artista devem entrar em contato através do e-mail contato@smasheventos.com.br ou pelos telefones (41) 3011-0480, (41) 9654-4100, (41) 7812-9050 e ID 833*17523.
 
Links relacionados:

Turnê BIXIGA70: Brasil e Europa 2014


BRASIL E EUROPA 2014

Confira as datas da banda no Brasil e no Mundo!!!
////MAIO


09.05, 10.05 e 11.05 - Teatro de Arena * Caixa Cultural Rio de Janeiro
***
Tributo ao Led Zeppelin
Captura de Tela 2014-05-06 as 18.22.36

16.05 - Cultura Inglesa Festival * Santos
***
Os Saltimbancos
Captura de Tela 2014-05-06 as 18.25.00

17.05 e 18.05 - ''Os Saltimbancos'' * SESC Belenzinho
***
Virada Cultural Paulista

17.05 - Virada Cultural Paulista * Palco Barão de Limeira
***
MAIO E JUNHO
Europa

30.05 - Bélgica | Bruxelas * Senghor

31.05 - França | Coutances-Jazz sous les Pommiers

02.06 - Marrocos | Rabat * Mawazine Festival

07.06 - Paris | Avenida Brasil @ La Bellevilloise

12.06 - Berlin | HKW

14.06 - Belgica | Aalst * Sunny Side U


***
JULHO

10.07 - Serralheria * SP

26 e 27.07 - Caixa Cultural * Brasilia
***
Contrate:

producao.b70@gmail.com
55 11 3031.6431
Site: www.bixiga70.com
Facebook: www.facebook.com/bixiga70

Claustrofobia: show com Sepultura neste sábado em SP



A banda Claustrofobia, um dos nomes mais expressivos do metal nacional, volta a se apresentar em São Paulo. Show acontece, neste sábado (10/05), no Aquarius Bar, ao lado do lendário Sepultura e a revelação do cenário, Johnwayne.


Após comemorar 20 anos de estrada com um super show em São Paulo, a banda Claustrofobia, um dos nomes mais respeitados do cenário do heavy metal nacional, volta a se apresentar na capital paulistana.

Marcus D´Angelo (vocal/guitarra), Alexandre de Orio (guitarra), Daniel Bonfogo (baixo) e Caio D´Angelo (bateria) tocam, neste sábado (10/05), no Aquarius Bar, em noite que tem como atração principal o inigualável Sepultura. A abertura está sob a responsabilidade do JohnWayne, grande revelação do cenário do metal nacional.

Os ingressos antecipados para este evento continuam à venda e custam R$ 30,00 (1° lote antecipado). Mais informações no serviço abaixo.

Para esta performance, o Claustrofobia deve executar um verdadeiro best of dos álbuns "Thrasher", "Fulminant" e “PESTE”. Clássicos com "Paga-Pau", "Thrasher", "War Stomp", "Condemned", "Enemy" prometem levar os fãs à loucura. Também existe a possibilidade de algumas novas composições figurarem no repertório.

O tão aguardado disco de inéditas foi gravado no Norcal Studios, em São Paulo. Durante duas semanas, os músicos ficaram trancafiados na companhia do renomado produtor inglês Russ Russel, famoso por já ter trabalhado ao lado de nomes como Napalm Death, Dimmu Borgir, Exploited, Lock Up, New Model Army, entre outros. Ele veio exclusivamente ao país para atender aos músicos e agora vai mixar e masterizar todas as músicas na Inglaterra. Este trabalho ainda não tem previsão de lançamento.

Recentemente, a banda lançou videoclipe para “Bastardos do Brasil”, uma das principais composições do álbum “Peste”. A produção cinematográfica do Studio Kaiowas tem mais de 14 mil views no YouTube. Confira o material em https://www.youtube.com/watch?v=N9q6B7R5dZo.

Ao longo de diversas turnês e participações nos mais importantes festivais do Brasil, o grupo continua em evidencia devido às performances devastadoras. Produtores interessados em contratar o espetáculo do Claustrofobia devem entrar em contato através do e-mail bruno@viabilizaviagens.com.br.

Links relacionados:
https://www.facebook.com/claustrofobiaofficial
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR
https://www.facebook.com/sepultura
https://www.facebook.com/BandaJohnWayne
https://www.facebook.com/aquariusrockbar

Serviço São Paulo
Sepultura, Claustrofobia e JohnWayne


Data: 10 de maio de 2014 – sábado
Local: Aquarius Bar
End: Rua Iososuke Okaue, 40 – próximo ao Metrô Itaquera
Hora: 22h
Ingresso:
1° lote: R$ 30,00 | 2° lote: R$ 40,00 | Porta: R4 50,00

Vendas online: https://ticketbrasil.com.br/show/sepultura-10-05-sp
PONTOS DE VENDA SEM TAXA:
AQUARIUS ROCK BAR
TWISTER GAMES: Shopping Itaquera, loja 245;
LOJA RADIO ROCK: Shopping Metrô Tatuapé Loja 89;
CONSULADO DO ROCK: Galeria do Rock, loja 234;
METAL CDs: Santo André – Rua Dona Elisa Fláquer, 184.
Censura: 18 anos.

Curso de Degustação Musical 2014 - 10 de Maio - Beethoven


Confronto fecha contrato de endorsement com grande multinacional




A banda Confronto, um dos nomes mais respeitados da cena metal/hardcore sul-americana, é o mais novo endorsee da empresa norte-americana DR Strings, uma das maiores e mais conceituadas marcas de encordoamento do Mundo.

Banda é a mais nova estrela da renomada DR Strings – foto: Mauricio Santana

A banda Confronto, um dos nomes mais respeitados do cenário sul-americano, não para de agregar importantes marcas ao seu nome. Com excepcional feedback sobre o novo álbum “Imortal”, considerado um dos melhores discos lançados em 2013 pela mídia especializada, o grupo tem fechado grandes parcerias.

Após assinar com a Peavey Amplifiers, Baquetas Alba e Fernandes Guitar, a renomada empresa de encordoamento DR Strings acaba de assinar contrato de endorsement com os músicos Max Moraes (guitarra) e Eduardo Moratori (baixo).

Os artistas agora fazem parte de um time invejável de estrelas como Gueezer Butler (Black Sabbath), Ian Hill (Judas Priest), Adam Clayton (U2), Sting, Fieldy (Korn) Alexi Laiho (Children of Bodom), Dick Lovgren (Meshuggah), Mike D (Killswitch Engage), Tim Williams (Suicidal Tendencies), entre outros monstros da música mundial. No Brasil, além do Confronto, a DR Strings apoia Raimundos, Angra, Nervosa, entre outros nomes. A DR Strings é uma das marcas internacionais que mais apostam no valor e na qualidade da musica brasileira e no som de peso produzido no país.

"É uma honra muito grande entrar para o cast de artistas da melhor marca de encordoamento do mundo! A pegada e o timbre perfeitos para a afinação que utilizo no Confronto, eu só consigo com DR Strings", declarou Max Moraes.

O baixista Eduardo Moratori também comentou. "DR Strings DDT é simplesmente perfeita para afinação baixa e mais grave. Sem sombra de duvidas é o melhor encordoamento que já toquei em toda minha vida! É parceria pra toda vida!".

Neste momento, o Confronto segue a turnê promocional do aclamado “Imortal”. Este trabalho foi lançado pela Urubuz Records, selo representante das gravadoras Century Media, Metal Blade e AFM no Brasil. Este disco foi gravado no estúdio Superfuzz, no Rio de Janeiro, e conta com as participações especiais de João Gordo (Ratos de Porão), Carlos "Vândalo" Lopes (Dorsal Atlântica), Felipe Eregion (Unearthly), além de Jonathan Cruz, Caio Mendonça e Paulo Doc, do Lacerated and Carbonized.

Produtores interessados em contratar o espetáculo do Confronto devem entrar em contato com a Agência Sob Controle no e-mail sobcontroleproducoes@yahoo.com.br.

Geografia e Ideologias - LANÇAMENTO EDITORA UFMG

Geografia e Ideologias Rogata Soares Del Gaudio;Doralice Barros Pereira (Organizadoras)
Coleção: Origem 2014. 429 p. Dimensão: 20 x 14 x 2,5 cm Peso: 510 gramas

Este livro apresenta reflexões de estudiosos da geografia, história, filosofia e ciência política que tratam de (re)produção material e simbólica do/ no espaço. A diversidade temática caracteriza-se pela popularidade das relações entre a geografia, a política, o Estado e o mercado. Assim, os textos analisam as lutas por territórios e territorialidades, plenas de disputa e interpelações, tornando profícua a discussão. Os entrelaçamentos que permeiam a construção de sujeitos e visões sociais de mundo são igualmente abordados, evidenciando as múltiplas possibilidades de interpretação do fenômeno ideológico.

LANÇAMENTO DA




 

A PEDRA E O TEMPO LANÇAMENTO EDITORA UFMG

A PEDRA E O TEMPO Arquitetura como patrimônio cultural Flavio de Lemos Carsalade
Coleção: Obra Avulsa
Dimensão: 24 x 18 x 3,0 cm Peso: 1.640,00 gramas
Este livro discute a preservação e restauro das estruturas arquitetônicas e urbanísticas de espaços notáveis criados pelo homem, a partir da fenomenologia e da hermenêutica. Inicialmente, busca os fenômenos da arquitetura (preexistência) e da preservação (a existência lançada no tempo), a fim de esboçar um novo entendimento da arquitetura como patrimônio histórico e das possíveis intervenções nesses bens patrimoniais. Entre as novas chaves trabalhadas, está a diferenciação da arquitetura em relação às outras artes plásticas, assim como a importância do sujeito que “patrimonializa” em detrimento do “objeto patrimônio”. Finalmente, procura vislumbrar um horizonte possível de intervenções no patrimônio arquitetônico, condizentes com a sua natureza fenomênica e a sua especialidade entre as artes, a tecnologia e as ciências sociais. 



LANÇAMENTO DA